CIM Viseu Dão Lafões já tem instaladas três câmaras de vigilância da floresta

CIM Viseu Dão Lafões já tem instaladas três câmaras de vigilância da floresta

As primeiras três, num total de 17, câmaras de videovigilância à floresta na região da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões estão instaladas e em funcionamento, sob o comando da Guarda Nacional Republicana (GNR), foi hoje anunciado.

“As primeiras três câmaras para videovigilância na região da CIM Viseu Dão Lafões já estão em funcionamento e até ao final de agosto haverá mais três instaladas, de um total de 17 que ficarão em funcionamento”, disse hoje o tenente-coronel Adriano Resende, do gabinete de relações públicas do Comando Territorial da GNR de Viseu.

A apresentação do sistema aos jornalistas foi feita hoje, durante uma visita às instalações da GNR por parte de alguns autarcas e outros responsáveis, nomeadamente o presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Rogério Mota Abrantes, o presidente da proteção civil distrital, o autarca de São Pedro do Sul, Vítor Figueiredo, e o secretário executivo da CIM, Nuno Martinho.

Adriano Resende explicou aos jornalistas que estas câmaras, instaladas em torres de vigia nos concelhos de Viseu, de Tondela e de Vouzela, “são um complemento aos meios existentes na vigilância das florestas e têm como objetivo detetar precocemente os incêndios”.

“Este sistema em cada uma destas torres de vigilância tem quatro câmaras: uma de monitorização que roda 360 graus; uma de deteção e acompanhamento desde o momento em que a coluna de fumo é detetada e que permite fazer ‘zoom’; uma de infravermelhos que deteta fontes quentes e uma última que vigia as próprias instalações para salvaguarda da própria torre”, pormenorizou.

Um sistema que começou a funcionar em abril e será permanente “24 horas por dia, sete dias por semana, ao longo de todo o ano” no comando da GNR, que “é quem vai operar as câmaras, por uma questão de proteção de dados”.

A partir de hoje, dia em que arrancou a rede nacional de postos de vigia às florestas, tendo em conta a campanha de vigilância e combate aos incêndios no verão, “estão também, e até 06 de novembro, se for como no ano passado”, na sala do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu, igualmente sob o comando da GNR.

“Este sistema é uma mais-valia na complementaridade dos meios já existentes, otimizando-os, e é mais um mecanismo na deteção precoce. A imagem permite ver o que está a acontecer com precisão e também toda a envolvência e, assim, é muito provável que se acionem os meios mais adequados para reagir tornando a primeira resposta melhor e mais eficaz, como se pretende”, acrescentou.

O projeto, que contempla 37 câmaras, para as duas CIM que se uniram na candidatura, Viseu Dão Lafões (que agrega 17 municípios) e Coimbra (20 municípios), está avaliado em mais de 3,5 milhões de euros e arrancou em janeiro para um período de execução de 20 meses, ou seja, até agosto de 2022 estarão as 37 instaladas.

“A distribuição das câmaras foi feita para que todo o território da CIM Viseu Dão Lafões fique coberto. Os técnicos identificaram os locais e não estão previstas zonas sombra, mas só depois de estarem as câmaras todas instaladas é que vamos avaliar isso”, admitiu o presidente da Comunidade Intermunicipal, Rogério Mota Abrantes.

Viseu Dão Lafões apresenta Sistema Integrado de Videovigilância para a Prevenção de Incêndios Florestais

Comente este artigo
Anterior Município de Viseu renova apoios à Associação de Criadores de Gado da Beira Alta
Próximo Viseu Dão Lafões apresenta Sistema Integrado de Videovigilância para a Prevenção de Incêndios Florestais

Artigos relacionados

Últimas

Inflação na China acelera devido a surtos de peste suína

Aumento deveu-se sobretudo ao preço da carne suína – parte essencial da cozinha -, que subiu 46,7%, face ao mesmo mês do ano anterior. […]

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Zootécnico – Técnico de Produção Animal – Torres Vedras

Uma das nossas empresas CIARO – Centro de Inseminação Artificial e Reprodução do Oeste, Lda está a recrutar um (a) Técnico de Produção Animal(a). […]

Últimas

Açores/Eleições: Aliança defende maior aposta na diversificação agrícola

O líder do Aliança/Açores, Paulo Silva, candidato às eleições legislativas regionais de 25 de outubro, defendeu hoje uma maior aposta na diversidade agrícola, considerando que o arquipélago […]