Chuva persistente durante os próximos 7 a 10 dias

Chuva persistente durante os próximos 7 a 10 dias

— Chuva significativa no litoral norte e centro, áreas montanhosas do norte e centro, e nos Açores.

Durante os próximos 7 a 10 dias teremos persistência de um fluxo perturbado de sudoeste a latitudes entre os 35 e os 45ºN, que afectarão em especial os Açores e o norte e centro do continente.
Teremos ainda transporte de ar anormalmente quente e húmido vindo dos subtrópicos.

Esperamos, assim, condições de vento por vezes forte do quadrante oeste, com passagem periódica de linhas de instabilidade de forte actividade.

Neste contexto, teremos precipitação intensa e persistente, principalmente em pontos do litoral e áreas montanhosas do norte e centro, não se descartam trovoadas e rajadas localmente significativas.

” Chuva intensa e localmente persistente, com risco de cheias e inundações. “

Projecção da precipitação acumulada até dia 22 de Janeiro em Portugal Continental, com valores superiores a 200-300 litros por metro quadrado no noroeste.

— Prognóstico detalhado.

Norte e centro de Portugal continental

Teremos precipitação intensa, por vezes persistente, em especial na faixa litoral e nas vertentes ocidentais das principais serras.

Entre a noite desta 3ª feira dia 19 e o dia 20 teremos a passagem de uma perturbação bastante vigorosa, que deixará chuva e vento forte em todo o território do continente, com risco de vento localmente significativo e trovoadas.

Posteriormente, uma sequência de perturbações deverá afetar o norte e centro, pelo menos até dia 25-26.
Teremos precipitação intensa, acompanhada por vento forte e possibilidade de fenómenos convectivos localmente significativos.

A chuva esperada, em conjunto com o degelo rápido nas montanhas Ibéricas, irá aumentar as probabilidades de cheias, em especial nas bacias do norte e do centro, incluindo a bacia do Douro.

Nos Açores, teremos a passagem de linhas de instabilidade bastante activas já nestes dias 19-20, com pausa no dia 21, e retorno da instabilidade a partir de dia  22.
Teremos risco de trovoadas, precipitação excessiva e vento localmente significativo em especial nas lhas dos grupos central e ocidental.
Atenção à possibilidade de derrocadas e de cheias.

Recomendamos  precaução em especial em áreas baixas e susceptíveis a inundação e em meios urbanos.

NO SUL teremos tempo húmido com chuva ocasional, os totais de precipitação não serão extremos como no norte, mas os valores deverão atingir até 50 litros por metro quadrado em alguns locais, até dia 26.

Massas de ar húmido e instável vindas do oceano.

O artigo foi publicado originalmente em BestWeather.

Comente este artigo
Anterior Acordo UE-Mercosul garante "equilíbrio global positivo"
Próximo Webinar: Balanço de Campanha da Batata 2020 - 21 de janeiro

Artigos relacionados

LIVE

Live: Boas Práticas Agrícolas de Gestão da Biodiversidade Funcional e Serviços dos Ecossistemas

Este Webinar, que conta com a participação da Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, na sessão de encerramento, surge na sequência da elaboração […]

Últimas

Workshop Online: Grupo Operacional AGIR – 1 de outubro

Para assinalar o Dia Nacional da Água (1 de outubro) a APRH – Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos em conjunto com os parceiros do Grupo Operacional AGIR […]

Nacional

Governo autoriza instalação de sistema de videovigilância anti-incêndios florestais em nove municípios da Área Metropolitana do Porto

Concluída com sucesso a fase de testes, a Secretaria de Estado da Administração Interna aprovou a instalação do sistema de videovigilância para prevenção […]