China despede-se do cientista Yuan Longping, o “pai do arroz híbrido”

China despede-se do cientista Yuan Longping, o “pai do arroz híbrido”

Milhares de pessoas despediram-se hoje, na cidade de Changsha, centro da China, do cientista chinês Yuan Longping, conhecido pelo desenvolvimento das primeiras variedades de arroz híbrido, e que morreu no último sábado, aos 90 anos.

“Viemos de longe para nos despedir. Vim com o meu filho para que ele saiba da sua importância”, disse uma mulher, que compareceu às cerimónias fúnebres, citada pela emissora estatal CCTV.

“Na China e em muitas outras partes do mundo, as pessoas puderam encher a sua tigela de arroz graças a ele”, apontou outro cidadão ao jornal oficial China Daily.

O desenvolvimento de híbridos de arroz de alto rendimento, na década de 1970, resultou num aumento acentuado nas colheitas na Ásia e em África e fez do cientista um herói na China, onde se calcula que o seu trabalho permitiu alimentar mais 70 milhões de pessoas.

Yuan morreu devido à falência de múltiplos órgãos, segundo a imprensa estatal chinesa.

Yuan recebeu a Medalha da República de 2019, a maior homenagem na China, pela sua contribuição para a segurança alimentar do país asiático, o desenvolvimento científico da agricultura e o aumento da produção global de alimentos.

As variedades de arroz híbrido normalmente produzem entre 20% e 30% mais arroz por acre do que as variedades não híbridas, quando cultivadas com as mesmas técnicas de transplante, fertilizante e água.

O aumento acentuado da produção tornou a fome uma memória distante na maioria dos países produtores de arroz.

A China soma quase um quinto da população mundial, mas as terras aráveis do país não ultrapassam 13,5% da sua área total.

Comente este artigo
Anterior Incêndios de Pedrógão: o que está em causa no julgamento que arranca hoje
Próximo Douro e Dão são as regiões em destaque no Concurso Vinhos de Portugal 2021

Artigos relacionados

Últimas

Hortifrut integra capital da Bfruit

O maior produtor mundial de mirtilos adquiriu acções da Bfruit estabelecendo-se desta forma em Portugal.
Ambas as empresas têm uma estratégia comum para incrementar novas áreas de produção de pequenos frutos em Portugal com variedades únicas e exclusivas, […]

Últimas

Portugal é “o campeão europeu” dos incêndios onde todos os anos arde mais de 3% da floresta – WWF

Portugal é “o campeão europeu” dos incêndios, onde todos os anos arde mais de 3% da floresta, uma situação que se deve ao abandono rural, […]

Nacional

África e ONU analisam crise alimentar no continente

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, em inglês), abriu hoje a sua 31.ª Conferência Regional para África, durante a qual os países africanos vão analisar, entre […]