CAP acusa Estado de incumprimento no pagamento relativo a medidas agroambientais

CAP acusa Estado de incumprimento no pagamento relativo a medidas agroambientais

A Confederação dos Agricultores Portugueses (CAP) acusou o Estado de “incumprimento” nos pagamentos de medidas agroambientais no montante de 25 milhões de euros, cuja liquidação estava programada para hoje.

Em comunicado, a CAP especificou que a verba respeita à medida agroambiental “Produção Integrada” e destina-se “a mais de 12.500 agricultores, num valor médio de 2.000 euros” para cada um.

No mesmo texto, a organização “apela para que esta situação seja resolvida no mais curto prazo possível, isto é, já no decurso da semana que vem”.

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) já tinha avisado hoje que o Governo falhou o pagamento da medida, explicando que entre as medidas incluídas no Programa de Desenvolvimento Rural (PDR) 2020, que necessitam de comparticipação nacional e que iriam ser alvo de adiantamento, encontram-se a manutenção da atividade agrícola em zonas desfavorecidas e as medidas agroambientais, onde se incluí a produção integrada.

No entanto, apenas as primeiras foram concretizadas, assinalou.

Em falta, segundo a CNA, está o adiantamento da medida produção integrada no valor de mais de 25 milhões de euros, que se deve “a razões puramente orçamentais e economicistas”.

Entretanto, o Ministério da Agricultura indicou hoje à Lusa que o pagamento da segunda tranche do adiantamento da medida “Produção Integrada” vai ser processado na primeira quinzena de novembro.

O ministério liderado por Maria do Céu Antunes esclareceu que “o pagamento da segunda tranche do adiantamento da medida M7.2 – Produção Integrada, inicialmente previsto para 30 de outubro, será processado durante a primeira quinzena do mês de novembro”, sem adiantar os motivos que levaram ao atraso.

Comente este artigo
Anterior Estado falha pagamento de 25 milhões de euros, prejudicando diretamente mais de 12.500 agricultores
Próximo Brexit com novas regras para biológicos

Artigos relacionados

Nacional

Governo Mais Próximo arranca em Bragança com regadio em destaque

O primeiro-ministro, António Costa, abriu nesta quarta-feira a iniciativa “Governo Mais Próximo” no distrito de Bragança destacando a importância do regadio na região com maior volume de investimento nesta área. […]

Últimas

Produtor desvia água de ribeira que diz ser sua por uma ordem real dada há 134 anos

A água que alimentava a cascata do vigário, na ribeira de Alte, deixou de correr porque está a ser desviada para um laranjal com 120 hectares. […]

Cotações ES

Se rompe la estabilidad en el mercado de las canales de vacuno

Las cotizaciones de las canales de vacuno oscilaron entre bajadas en los machos y repeticiones en las hembras. Con esta bajada se interrumpe la repetición de precios constatada en las últimas semanas, […]