Câmara de Almada reforça meios e melhora acessos às praias para proteger a floresta

A proteção civil da Câmara de Almada apresentou hoje o plano de defesa da floresta para o verão, tendo como estratégias o reforço de meios e a melhoria dos acessos às praias da Costa de Caparica.

“Vamos entrar na época alta e todos nós sabemos o caos que costumam ser aqueles acessos [às praias], onde muitas vezes os meios de proteção civil para chegarem às pessoas e ocorrências tinham que circular pelos carris do Transpraia”, frisou a presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros (PS).

A autarca falava após a apresentação da “Operação Floresta Segura, Floresta Verde 2019”, na Junta de Freguesia da Charneca de Caparica, em Almada, no distrito de Setúbal, onde avançou que a Ecalma, a empresa municipal de estacionamento e mobilidade está a criar “um estacionamento mais organizado, vias de circulação e uma via de segurança” nas praias da Costa de Caparica.

Continue a ler este artigo no Correio da Manhã.

Comente este artigo
Anterior Mais de 98% do território nacional em seca. Governo antecipa apoios da PAC
Próximo Área de eucalipto vai diminuir em Portugal, diz secretário de Estado das Florestas

Artigos relacionados

Últimas

CDS-PP acusa Governo de abandonar agricultores afetados pelas intempéries de maio

O CDS-PP acusou hoje o Governo de abandonar os agricultores portugueses afetados pelas intempéries de maio nas regiões Norte e Centro, insistindo em apoios como linhas de crédito com […]

Últimas

Casa Museu Interativa de Borba que conta a história do vinho de talha é inaugurada quinta-feira

A Casa Museu Interativa de Borba, que vai ser inaugurada na quinta-feira, é um projeto cultural familiar que conta a história do vinho de talha da família Rézio, revelou hoje a câmara municipal. […]

Blogs

Seara de Milho de Alto Potencial a Meio do Ciclo Cultural

Este ano os milhos semeados mais tarde, apresentam um potencial muito bom. Estamos a atingir o período de floração com uma área folear em muito boas condições. Boa sanidade e poucas […]