Bragança e Viana do Castelo com dois doces cada nas 7 Maravilhas do país

Bragança e Viana do Castelo com dois doces cada nas 7 Maravilhas do país

Especialidades de doçaria dos distritos de Braga, Bragança, Faro, Viana do Castelo e Vila Real foram as vencedoras das 7 Maravilhas — Doces de Portugal, anunciadas, em Montemor-o-Velho, na gala de encerramento do processo de escolha.

A Crista de Galo, de Vila Real, a Amêndoa Coberta de Moncorvo e o Mel Biológico do Parque Natural de Montesinho, no distrito de Bragança, as Roscas de Monção e os Charutos dos Arcos, de Viana do Castelo, o Folar de Olhão, no distrito de Faro, e o Bolinhol de Vizela, no distrito de Braga, foram os eleitos para as 7 Maravilhas — Doces de Portugal.

A gala final de declaração das 7 Maravilhas — Doces de Portugal, transmitida em direto pela RTP, realizou-se em Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra.

A iniciativa, que tem o Alto Patrocínio da Presidência da República, tem como objetivo, segundo a organização, distinguir “o produto endógeno, a marca da terra, a preservação da qualidade dos ingredientes e a capacidade que o país tem de inovar e de se reinventar nas suas tradições”.

A eleição final resulta do voto do público, mas um painel de especialistas com conhecimento na área da doçaria participa nas fases iniciais do processo de seleção, a partir das candidaturas apresentadas.

A organização do concurso contou com o apoio de um conselho científico composto por várias entidades: Associação Cozinheiros Profissionais de Portugal, Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, Associação Portuguesa de Nutrição, Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas; Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Rede de Instituições Públicas do Ensino Superior com Cursos na área do Turismo e Turismo de Portugal — Escolas.

Desde 2007, foram já escolhidas as 7 Maravilhas de Portugal, de Origem Portuguesa, Naturais, À Mesa, Gastronomia, Praias e Aldeias.

Fonte: sapo.pt

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Jerónimo de Sousa critica os que agora querem ser “os campeões do ambiente”
Próximo Legislativas 2019: António Costa quer "fazer o que ainda não foi feito" no interior do país

Artigos relacionados

Notícias florestas

Estado pagou 4,5 milhões de euros por 12 drones para combater fogos, mas apenas seis estão operacionais

Apenas seis dos 12 drones estão operacionais. Totalidade dos aparelhos poderá voar em 2022. GNR adquiriu mais 14 drones com a mesma funcionalidade […]

Nacional

Food4Sustainability CoLab inaugurado em Idanha-a-Nova

Realizou-se na tarde de ontem, 12 de Julho, no Centro Empresarial de Idanha-a-Nova, a inauguração oficial do Food4Sustainability CoLab, «laboratório colaborativo para sistemas de produção alimentar sustentável». […]

Notícias meteorologia

Previsão semanal 15-21 Dezembro

Previsão semanal 15-21 Dezembro.
A previsão semanal para 15-21 Dezembro aponta  para uma semana marcada pelo predomínio de um fluxo muito perturbado de oeste, […]