Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2020

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2020

Previsões Agrícolas

As previsões agrícolas, em 30 de setembro, apontam para uma diminuição generalizada na produção das fruteiras. Na maçã prevê-se uma redução de 20% face a 2019, sendo que na pera esse decréscimo é ainda mais significativo (-35%), antecipando-se a pior campanha da última década. No pêssego a produção deverá rondar as 30 mil toneladas (-25%), sendo a queda de granizo de maio no interior Centro a principal responsável por esta diminuição. Quanto aos frutos de casca rija, estima-se uma diminuição na produção de amêndoa (-10%), embora continue bastante acima da média do último quinquénio (+55%). Na castanha a produtividade deverá aumentar 5% face à última campanha.

Quanto à vinha, e apesar da heterogeneidade regional, prevê-se uma diminuição de 5% na produção face à vindima de 2019, esperando-se vinhos equilibrados em termos de acidez e teor alcoólico.

Nas culturas anuais, destaque para diminuições de 10% na produção de tomate para a indústria, em consequência do decréscimo na produtividade média face a 2019 (campanha que registou um rendimento unitário historicamente elevado), e de arroz, resultado da menor área semeada e de alguns constrangimentos culturais. Na batata de regadio a produção deverá manter-se semelhante à de 2019, tal como no milho de regadio.

Gado, aves e coelhos abatidos

O peso limpo total de gado abatido e aprovado para consumo em agosto de 2020 foi 37 688 toneladas, o que correspondeu a um decréscimo de 2,5% (-5,4% em julho), devido ao menor volume de abate registado nos suínos (-6,3%), ovinos (-9,4%) e equídeos (-95,2%). O peso limpo total de aves e coelhos abatidos e aprovados para consumo foi 29 931 toneladas, o que representou uma redução de 2,7% (-1,8% em julho), devido ao menor volume de galináceos (-3,0%), patos (-35,7%) e coelhos (-12,2%).

Produção de aves e ovos

O volume de produção de frango aumentou 34,5%, com 33 387 toneladas (-13,1% em julho), tendo o número de cabeças sido também superior em 30,5% (-13,3% em julho).

A produção de ovos de galinha para consumo apresentou um acréscimo de 6,6% (-0,6% em julho), com 9 509 toneladas produzidas.

Produção de leite e produtos lácteos

A recolha de leite de vaca foi 158,2 mil toneladas, representativo de um aumento de 2,2% (+1,8% em julho). Os produtos lácteos tiveram um acréscimo de 1,6% (+4,7% em julho), devido principalmente à maior produção de leite para consumo (+2,9%), manteiga (+4,0%) e leite em pó (+ 8,0%).

Pescado capturado

O volume de capturas de pescado em Portugal diminuiu 15,4% (-27,4% em julho), justificado pela menor captura de peixes marinhos (sobretudo cavala e carapau), bem como de crustáceos e moluscos. Às 13 775 toneladas de pescado correspondeu uma receita de 28 636 mil euros, valor que representou um decréscimo de 11,1% (-15,4% em julho).

O preço médio do pescado descarregado foi 2,03 Euros/kg, ou seja, um acréscimo de 4,1% (+14,8% em julho).

Preços e índices de preços agrícolas

Em setembro de 2020, as variações mais significativas, em módulo, no índice de preços de produtos agrícolas no produtor foram observadas no azeite a granel (+21,3%), plantas e flores (+13,2%), frutos (+10,7%), suínos (-13,5%) e ovos (-11,8%).

Em comparação com o mês anterior, as variações de maior amplitude verificaram-se na batata (+47,0%), frutos (+11,9%), hortícolas frescos (+9,9%) e ovinos e caprinos (+5,8%).

Em junho de 2020, o índice de preços de bens e serviços de consumo corrente (INPUT I) diminuiu 1,0% e o índice de preços de bens e serviços de investimento (INPUT II) aumentou 1,4%. Relativamente ao mês anterior, assistiu-se a um decréscimo de 0,2% no índice de preços de bens e serviços de consumo corrente e a um aumento de 0,1% no índice de preços de bens e serviços de investimento.

→ Consulte aqui os documentos ←

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Setembro de 2020

Comente este artigo
Anterior Live-stream: Produção de Pinheiro-bravo: Fatores de Sucesso em Castela e Leão
Próximo Live-stream: Innovation Talk - O papel dos CoLABs no reequilíbrio das assimetrias territoriais

Artigos relacionados

Últimas

Governo quer pagar dois mil milhões às empresas em 2018

Desde julho que o Executivo aumentou meta dos pagamentos para 1.250 milhões, em 2017, um crescimento de 25% face aos mil milhões previstos inicialmente. […]

Nacional

Cooperativas agrícolas aderem ao Código de Boas Práticas na Cadeia Agro-alimentar

São 18 as cooperativas agrícolas, a que se juntam a Lactogal e a PecNordeste, entre outros agentes do sector, que subscrevem, […]

Últimas

Agricultores de Castelo Branco preocupados com atrasos nos fundos

A Associação Distrital dos Agricultores de Castelo Branco (ADACB) disse hoje estar preocupada com o atraso na abertura para as candidaturas aos programas rurais de acesso aos fundos comunitários, […]