Bloco de Rega de Reguengos de Monsaraz terá concurso público lançado dentro “de poucas semanas”, avança Ministro da Agricultura (c/som)

Bloco de Rega de Reguengos de Monsaraz terá concurso público lançado dentro “de poucas semanas”, avança Ministro da Agricultura (c/som)

[Fonte: Rádio Campanário] O concurso público para a empreitada de construção do Bloco de Rega de Reguengos de Monsaraz será lançado até meados de setembro, avança Luís Capoulas Santos, Ministro da Agricultura, aos microfones da RC.

A obra representa um investimento de 30 milhões de euros, sendo que nesta primeira fase será estabelecida a ligação do concelho de Reguengos de Monsaraz até à Barragem da Vigia. Depois, o bloco “irradiará a rede secundária para os cerca de 10 mil hectares dos concelhos de Reguengos de Monsaraz, Portel e Redondo”.

O bloco de rega de Reguengos de Monsaraz vai receber água da Barragem de Alqueva e abrangerá cerca de 11 mil hectares de solos agrícolas, sendo que a obra “levará 2 anos a concluir”, conclui o governante.

Comente este artigo
Anterior Ya hay precios de almendra de la nueva cosecha en Albacete
Próximo Biological clocks of plants may impact glyphosate effectiveness

Artigos relacionados

Sugeridas

Carta aberta dos representantes dos 22 novos perímetros de rega do Alqueva

Carta aberta dos representantes dos 22 novos perímetros de rega do Alqueva acerca da sua não inclusão no Comité de Acompanhamento do Regadio de Alqueva (CAR Alqueva), e com resposta à convocatória pelo Presidente da EDIA para um Car Alqueva 2. 

Nacional

Symington Family Estates vai dar bolsas de estudos a alunos de agronomia e enologia da UTAD

A Symington Family Estates, produtor de vinhos da região do Douro, vai passar a atribuir duas bolsas de estudo, por ano letivo, a alunos da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).
De acordo com a empresa, estas bolsas de estudo destinam-se, sobretudo, a estudantes dos cursos de Engenharia Agronómica e Enologia e incluem o pagamento integral das propinas dos três anos da licenciatura. […]

Últimas

Tribunal de Contas aponta falhas na avaliação e baixa execução de fundos ambientais


Lisboa, 15 fev (Lusa) – O Tribunal de Contas criticou hoje o desempenho do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas nas avaliações que visam otimizar a afetação de recursos de alguns fundos da área ambiental, assim como a sua baixa execução.
O Tribunal de Contas analisou a ação do Fundo Florestal Permanente (FFP), […]