BEI e Crédito Agrícola garantem 200 milhões de euros para financiar empresas

BEI e Crédito Agrícola garantem 200 milhões de euros para financiar empresas

Lisboa, 23 de Outubro de 2018 – O Banco Europeu de Investimento (BEI) concedeu um empréstimo de 100 milhões de euros ao Crédito Agrícola destinado a facilitar o acesso ao crédito às PME e midcaps localizadas principalmente em Portugal. A este valor, o Crédito Agrícola acrescentará mais 100 milhões, o que significa que será disponibilizado um total de 200 milhões de euros. A Vice-Presidente do BEI, Emma Navarro, e o Presidente do Conselho de Administração Executivo do CA, Licínio Pina, ratificaram o acordo em Lisboa.

Esta verba destina-se a apoiar pequenos projectos de investimento em diferentes sectores da indústria e serviços. Além das pequenas e médias empresas, as entidades do sector público, como os municípios, e outras entidades do sector privado são também elegíveis para financiamento, incluindo investimentos em saúde, educação, energia e instalações necessárias para fornecer um serviço ao público.

O Crédito Agrícola irá transferir as vantagens do financiamento do BEI para os beneficiários finais, tanto em termos de maturidade como de taxas de juro. Ao abrigo deste acordo, o BEI irá financiar até 100% do custo total do projecto para as PME e midcaps (com um máximo de 12,5 milhões de euros por projecto) e até 50% para outros tipos de projectos.

Na cerimónia de assinatura, a Vice-Presidente do BEI, Emma Navarro, sublinhou “o importante contributo deste acordo para fomentar o crescimento económico e a criação de emprego em Portugal. As PME são fundamentais para o emprego no país e o seu financiamento é uma das prioridades do BEI. Com este novo acordo, o BEI e o CA unem forças para assegurar que as pequenas e médias empresas portuguesas, muitas das quais operam no sector agrícola, beneficiem do financiamento do BEI com vantagens financeiras e prazos mais longos”.

Este é já o segundo empréstimo de financiamento a PME acordado entre o BEI e o Crédito Agrícola. O anterior foi assinado em 2015 e contribuiu para apoiar pequenas empresas que operam principalmente nos sectores agrícola e industrial.

Comente este artigo
Anterior Congresso GS1 Portugal: transformação digital potencia oportunidades globais
Próximo Workshop "Observação e interpretação de perfis de solo no âmbito da Gestão Sustentável dos Solos"

Artigos relacionados

Comunicados

2º Concurso de Ideias de Negócio do projeto AgriEmpreende arranca em Setembro

Inovação e novos negócios para o setor agroalimentar no Ribatejo e na região Centro
Começa no próximo dia 3 de Setembro as candidaturas para o 2º Concurso de Ideias de Negócio do projeto AgriEmpreende, que potencia a geração de novas ideias de negócio, […]

Sugeridas

FENAREG: Regantes reúnem em Idanha e apresentam prioridades para 2019

[Fonte:FENAREG]
17 de Dezembro de 2018
A 13 de Dezembro, a Associação de Regantes e Beneficiários de Idanha (ARBI) acolheu a 36.ª Assembleia Geral da Federação Nacional de Regantes de Portugal (FENAREG), que apontou como prioridades para 2019 a modernização dos blocos de rega e a apresentação de propostas para uma estratégia nacional de regadio até 2050. […]

Comunicados

Press release – Refugee crisis: EU Fisheries Control Agency to help detect migrant boats – Committee on Fisheries

The European Fisheries Control Agency (EFCA) which centralises and coordinates EU member states’ fisheries inspections, will be empowered to use the data provided by its ship reporting systems to detect vessels carrying migrants under updated rules approved by Parliament’s Fisheries Committee on Tuesday. It will also be able to and conduct new types of operations to disrupt people smuggling routes. […]