BEI e Crédito Agrícola garantem 200 milhões de euros para financiar empresas

BEI e Crédito Agrícola garantem 200 milhões de euros para financiar empresas

Lisboa, 23 de Outubro de 2018 – O Banco Europeu de Investimento (BEI) concedeu um empréstimo de 100 milhões de euros ao Crédito Agrícola destinado a facilitar o acesso ao crédito às PME e midcaps localizadas principalmente em Portugal. A este valor, o Crédito Agrícola acrescentará mais 100 milhões, o que significa que será disponibilizado um total de 200 milhões de euros. A Vice-Presidente do BEI, Emma Navarro, e o Presidente do Conselho de Administração Executivo do CA, Licínio Pina, ratificaram o acordo em Lisboa.

Esta verba destina-se a apoiar pequenos projectos de investimento em diferentes sectores da indústria e serviços. Além das pequenas e médias empresas, as entidades do sector público, como os municípios, e outras entidades do sector privado são também elegíveis para financiamento, incluindo investimentos em saúde, educação, energia e instalações necessárias para fornecer um serviço ao público.

O Crédito Agrícola irá transferir as vantagens do financiamento do BEI para os beneficiários finais, tanto em termos de maturidade como de taxas de juro. Ao abrigo deste acordo, o BEI irá financiar até 100% do custo total do projecto para as PME e midcaps (com um máximo de 12,5 milhões de euros por projecto) e até 50% para outros tipos de projectos.

Na cerimónia de assinatura, a Vice-Presidente do BEI, Emma Navarro, sublinhou “o importante contributo deste acordo para fomentar o crescimento económico e a criação de emprego em Portugal. As PME são fundamentais para o emprego no país e o seu financiamento é uma das prioridades do BEI. Com este novo acordo, o BEI e o CA unem forças para assegurar que as pequenas e médias empresas portuguesas, muitas das quais operam no sector agrícola, beneficiem do financiamento do BEI com vantagens financeiras e prazos mais longos”.

Este é já o segundo empréstimo de financiamento a PME acordado entre o BEI e o Crédito Agrícola. O anterior foi assinado em 2015 e contribuiu para apoiar pequenas empresas que operam principalmente nos sectores agrícola e industrial.

Comente este artigo
Anterior Congresso GS1 Portugal: transformação digital potencia oportunidades globais
Próximo Workshop "Observação e interpretação de perfis de solo no âmbito da Gestão Sustentável dos Solos"

Artigos relacionados

Noticias PAC pos 2020

M. Arroyo: la CE no permite informar previamente sobre los controles que se van a realizar en campo

[Fonte: Agropopular – UE]
Francisco Martínez Arroyo, consejero de Agricultura de Castilla-La Mancha
En el último `Consultorio de la PAC´ -del 5 de enero de 2019-, Francisco Martínez Arroyo, consejero de Agricultura de Castilla-La Mancha respondió a la duda de Ángel María Allué […]

Notícias meteorologia

50 anos sobre o grande sismo de 1969

[Fonte: IPMA]
50 anos sobre o grande sismo de 1969
2019-02-26 (IPMA)
O Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o Instituto Superior Técnico, a Faculdade de Ciências e o laboratório associado Instituto Dom Luiz estão a lançar um inquérito macrosísmico nacional por ocasião dos 50 anos sobre o grande sismo de 1969. […]

Eventos

2º Simpósio Nacional de Culturas Agro-industriais – 2 de Fevereiro 2018 – Santarém

A Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal (SCAP), a Associação Portuguesa de Horticultura (APH) e as entidades associadas ao evento: FNOP (Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutos e Hortícolas) e COTHN (Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional) vão realizar no dia 2 de Fevereiro de 2018, […]