BASF vai comprar empresa francesa de I+D em melão

BASF vai comprar empresa francesa de I+D em melão

A BASF anunciou hoje, 3 de Novembro, que vai adquirir a ASL, empresa privada francesa que opera na melhoria de melão, num negócio que «vai assegurar e fará crescer a posição da BASF no negócio das sementes de melão». Em comunicado, a BASF indica que o acordo para a aquisição foi firmado a 28 de Outubro e que se prevê que esta fique concluída em 1 de Janeiro de 2023, «para garantir a transferência correcta de conhecimentos».

Segundo o comunicado, a aquisição – cujas condições financeiras não foram reveladas – abrange todos os activos da ASL, o que inclui a produção de sementes, os direitos de propriedade intelectual, o germoplasma, as instalações de investigação e desenvolvimento e a equipa de pessoal. A BASF explica que a ASL se especializou em melões de polpa laranja – como, por exemplo, os melões do tipo Cantaloupe e Charentais – e afirma que a decisão dos proprietário de avançarem com a venda da ASL «ao seu sócio de longa data, a BASF, garante a continuidade dos programas de melhoria de melão mais inovadores».

Para a BASF, a ASL é «uma das empresas de melhoria de melão mais inovadoras do mundo» e esta aquisição visa «continuar a expandir a sua posição de parceiro preferencial na cadeia de valor de frutas e legumes» e pressupõe «uma expansão dos programas de melhoria e produção de sementes de melão em França». O comunicado da BASF refere que «as instalações de produção e melhoria de sementes perto de Avignon vão complementar a rede da BASF de 13 unidades de melhoramento de sementes de hortícolas em todo o mundo e será a primeira unidade para actividade de I+D, como melhoria e selecção, localizada em França».

«Para a indústria internacional de sementes hortícolas, o melão é uma cultura importante. O portefólio de sementes hortícolas da BASF, comercializado sob a marca Nunhems, já abrange sementes híbridas de melão», diz Vicente Navarro, vicepresidente sénior do negócio de Sementes Vegetais da BASF. «Ao adquirir a ASL, continuamos a oferecer uma linha de melão altamente inovadora aos nossos parceiros da cadeia de valor e aos consumidores. Eles são a causa fundamental de todas as nossas actividades comerciais, a razão pela qual queremos fazer com que a alimentação saudável seja agradável e sustentável mediante a melhoria de novas variedades de melão que satisfaçam as suas expectativas quanto a sabor e conveniência», conclui Vicente Navarro.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Ministra destaca esforço no adiantamento de ajudas a agricultores
Próximo Temporal poderá trazer tornados - Portugal continental ( 04-08/Nov )

Artigos relacionados

Internacional

South Africa has reaped major benefits from GM maize, study finds

Genetically modified (GM) maize has greatly improved food security in South Africa, reduced environmental damage and helped smallholder farmers achieve significant gains in earnings […]

Nacional

Vinhos portugueses marcam presença no maior evento vitivinícola da China

A qualidade e excelência dos vinhos portugueses vão ser dadas a conhecer até dia 12 de Novembro na ProWine China 2020, […]

Sugeridas

‘Well Fed’ – um filme sobre OGM para ver e debater

Será moralmente defensável ser contra a modificação genética na agricultura? O documentário holandês ‘Well Fed’ responde a esta pergunta e esclarece muitas dúvidas que […]