BASF e TECNALIA desenvolvem novos produtos fitossanitários através da digitalização

BASF e TECNALIA desenvolvem novos produtos fitossanitários através da digitalização

A BASF e a TECNALIA estão a trabalhar em parceria na digitalização para acelerar a pesquisa e o desenvolvimento de novos produtos fitossanitários. O objectivo é contribuírem para o desenvolvimento mais rápido de inovações que respondam às necessidades dos agricultores em todo o mundo, e que passam por controlar as infestantes, fungos, pragas de insectos, protegendo ao mesmo tempo o rendimento e a biodiversidade.

As duas empresas desenvolveram em conjunto um reconhecimento automático de imagem para determinar espécies e quantidade de plantas, pragas e doenças em testes de campo e em estufas.

«A nossa colaboração com a TECNALIA, iniciada em 2014, permite-nos usar algoritmos de última geração baseados em inteligência artificial», disse Ramon Navarra-Mestre, Chefe das Estações Globais da Pesquisa Agrícola da BASF. «Esta nova e eficiente tecnologia fornece-nos informações mais fiáveis da nossa rede global de ensaios de campo, como avaliações de reconhecimento de imagem que podem ser realizadas com maior frequência e fornecer dados mais objectivos em comparação com métodos tradicionais».

Ao processar e analisar essas grandes quantidades de dados de testes de campo da BASF, a TECNALIA desenvolve continuamente os seus algoritmos. «Quanto mais informações adicionarmos à nossa base de dados, mais fiáveis e importantes serão os resultados que poderemos transmitir à BASF», acrescentou Jone Echazarra, Chefe de Visão Computacional da TECNALIA.

Esses conjuntos de dados abrangentes permitem que investigadores e cientistas da BASF avaliem de forma optimizada a eficiência de novos produtos fitossanitários. Permite logo numa primeira fase trabalhar as substâncias activas mais promissoras.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Commission seeks views on the CAP’s impact on knowledge exchange and advisory activities
Próximo OE2021: Subida do IVA dos adubos quer incentivar recurso a formas orgânicas - ministra

Artigos relacionados

Últimas

Produtor vitivinícola Soalheiro e têxtil Tintex criam alternativa ao couro com desperdício de uva

Duas empresas do Alto Minho – a produtora de vinhos Soalheiro e a têxtil Tintex – desenvolveram um tecido alternativo ao couro feito com algodão orgânico e bagaço de uva passível […]

Últimas

Odemira: agricultura intensiva e exploração de imigrantes – Francisco Louçã

Francisco Louçã analisou, no habitual espaço de comentário na Edição da Noite de sexta-feira, a situação dos imigrantes em Odemira, a cimeira social dos líderes da UE no Porto, a auditoria do […]

Nacional

Projeto SHERPA realiza inquérito sobre Visão de longo-prazo para as zonas rurais da região centro

O projeto SHERPA, financiado pelo Horizonte 2020, convida todos os interessados a participar num questionário destinado a identificar os principais desafios e oportunidades para as áreas rurais da Região Centro, […]