Azeite virgem extra premium camb apresenta um aroma verde e um sabor ainda mais sofisticado

Azeite virgem extra premium camb apresenta um aroma verde e um sabor ainda mais sofisticado

A CAMB (Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos) acabou de atualizar o Azeite Virgem Extra Premium CAMB – que apresenta agora um aroma inicial de erva e maçã verde, deixando na boca a frescura dos aromas verdes, assentes numa textura fina. No seguimento da prova, surge um amendoado discreto cuja suavidade contrasta com um amargo moderado e um leve mas notório picante.

O Azeite Virgem Extra Premium CAMB é um produto de alta qualidade que, em 2016, recebeu medalha de ouro em Los Angeles, duas estrelas de ouro no ITQI Bruxelas e menção honrosa em Pequim, tendo sido ainda premiado com medalha de ouro, na categoria frutado maduro, no concurso Mario Solinas (o principal concurso internacional na área dos azeites virgens extra, organizado pelo International Olive Oil Council). Em 2017, este azeite foi distinguido como finalista da categoria frutado maduro no Mario Solinas Portugal e ganhou a medalha de ouro em Nova Iorque, continuando a ser reconhecido pela sua extraordinária qualidade.

A embalagem do Azeite Virgem Extra Premium CAMB foi também sujeita a uma ligeira melhoria gráfica, mantendo-se a garrafa de vidro escuro que permite que as condições de luz e a temperatura externas não interfiram no azeite, permitindo que ele conserve, por longo período, a cor e o aroma dos frutos de origem.

O novo Azeite Virgem Extra Premium CAMB – disponível nos principais super e hipermercados do país, pelo preço de venda ao público recomendado de 12,49 € (embalagem de 500 ml) – revela-se ideal para entradas, saladas, acompanhamentos de arroz ou pasta e ainda para grelhados de carne e peixe, aprimorando o empratamento e transformando qualquer refeição numa fascinante degustação.

Processo de produção do Azeite Virgem Extra Premium CAMB

O Azeite Virgem Extra Premium CAMB é elaborado a partir das variedades regionais da Cooperativa, com predominância da Galega – a rainha das azeitonas portuguesas. As azeitonas colhidas caem sobre panos, evitando o contacto com o solo, e daí passam para caixas ou contentores, sendo rapidamente transportadas para o lagar.

A extração do Azeite é iniciada com a trituração dos frutos inteiros, seguida de um revolvimento da pasta obtida, em movimentos lentos, durante o tempo suficiente para que as partículas aguçadas do caroço triturado sulquem os canais para libertação do azeite retido nas células. Com a ação centrífuga, o azeite é recolhido e isolado dos restantes constituintes do fruto.

Depois de extraído, o azeite fica em depósito, em ambiente escuro e fresco, para que todas as partículas finas da polpa, ainda dissolvidas, possam tranquilamente depositar-se no fundo do depósito, proporcionando uma clarificação natural.

Separado das partículas decantadas, o azeite é sujeito a uma avaliação organolética com o objetivo de selecionar os depósitos com os aromas mais intensos e mais complexos. Da escolha e composição destes lotes de intensidades e complexidades variáveis resulta o perfil organolético do Azeite Virgem Extra Premium CAMB, potenciando a frescura e os diferentes aromas dos frutos originais.

 

Comente este artigo
Anterior ANIL: Aprender a provar queijo - 28 e 29 de Setembro 2017 - Porto
Próximo Vinhos CARM apresentam nova imagem na gama colheita - setembro 2017

Artigos relacionados

Sugeridas

OTI: Programa de Transformação da Paisagem (PTP)

O Programa de Transformação da Paisagem foi formalmente criado através da publicação em Diário da República da Resolução do Conselho de […]

Comunicados

Nova iniciativa para o Controlo Global da PSA

A OIE e a FAO, num esforço conjunto, lançam hoje uma nova Iniciativa para o Controlo Global da Peste Suína Africana e pedem a colaboração dos países […]

Sugeridas

A ANEB denuncia o oportunismo pernicioso do PAN

A ANEB, Associação Nacional de Engordadores de Bovinos, vem denunciar o oportunismo pernicioso do PAN ao pretender criar uma nova direcção- […]