Autarquia de Baião sensibilizou os mais novos para os cuidados a ter junto da floresta

Autarquia de Baião sensibilizou os mais novos para os cuidados a ter junto da floresta

A Câmara Municipal de Baião assinalou, no passado dia 21 de março, o Dia Mundial da Árvore e da Floresta com a realização de várias atividades de educação ambiental na Serra da Aboboreira onde participaram 173 alunos do 7º ano dos 3 agrupamentos escolares concelhios.

A atividade envolveu os Bombeiros Voluntários do Concelho e está enquadrada no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios e no Projeto Educativo Concelhio.

            A iniciativa tem como objetivos gerais despertar a comunidade para a importância das árvores e das áreas florestais na estabilidade do clima e na manutenção da vida na Terra.

Visou, também, promover o envolvimento dos Bombeiros Voluntários, que atuam na prevenção e defesa da floresta, permitindo que demonstrassem, através da dinamização de atividades pedagógicas direcionadas a crianças, as suas funções no âmbito do setor florestal. Os voluntários mostraram aos alunos os vários utensílios de combate a incêndios e fizeram um simulacro. Tanto uma atividade como outro prenderam a atenção dos jovens.

Este ano o grande objetivo passou por sensibilizar e educar a população escolar para a importância da floresta, através do ensino aos mais novos de medidas de defesa da floresta contra incêndios, bem como as principais medidas de segurança e comportamentos que devem adotar em caso de incêndio rural.

O vice-presidente da Câmara Municipal, José Pinho Silva, acompanhado por Luciana Pinto, do Gabinete Técnico Florestal da autarquia, Fernando Alvarenga, coordenador do setor da Educação, entre outros técnicos municipais, recebeu os jovens na Serra da Aboboreira manhã cedo e, visivelmente entusiasmados com a atividade, que incluiu uma caminhada pela Serra, a plantação de 27 Carvalhos na aldeia de Almofrela – escolhidos por se tratar de árvores folhosas e de baixa inflamabilidade -, diversos jogos tradicionais e desportos, desde escalada, slide rappel ou arvorismo, deixou-lhes a nota de que “é importante tratar para poder colher

Pinho Silva diz que a iniciativa, “é uma forma de se sensibilizar a população para a preservação florestal, como pilar fundamental do ambiente, principalmente os mais novos como responsáveis do futuro do planeta”.

O concelho de Baião é aquele quer apresenta a maior mancha verde de todo o distrito do Porto e, “só isso já basta para aumentar a nossa responsabilidade de sabermos todos como preservar e cuidar da nossa floresta”, disse Pinho Silva aos jovens, pedindo-lhes que adotem comportamentos responsáveis, amigos do ambiente.

As Nações Unidas deliberaram, numa Resolução de novembro de 2012, que o dia 21 de março de cada ano seja celebrado, a partir de 2013, como o Dia Internacional das Florestas, apelando aos governos, empresas, sociedade civil e outros parceiros a que adotem políticas holísticas e práticas para proteger, regenerar e sustentar florestas saudáveis, pelo nosso futuro comum. a

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural .

Anterior Governo vai identificar necessidades de investimento dos agricultores
Próximo Restaurantes Aderentes de Oleiros aconselham reserva para o Festival do Cabrito Estonado e do Vinho Callum

Artigos relacionados

Últimas

​Autarca espanhol critica Governo de Madrid pela gestão dos caudais do rio Tejo

Espanha está a prejudicar Portugal na gestão do caudal do rio Tejo. A crítica é do autarca de Cedilho, localidade espanhola onde se situa a barragem que, […]

Nacional

Três feridos no combate a fogo florestal em Paredes

Três pessoas pessoas sofreram esta sexta-feira ferimentos ligeiros nas operações de combate a um incêndio florestal na zona de Gandra, concelho de Paredes, […]