Autarca de Pedrógão Grande constituído arguido

Autarca de Pedrógão Grande constituído arguido

Veja também:


O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, foi constituído arguido no âmbito do processo sobre os incêndios de 17 de junho de 2017, noticia esta segunda-feira o “Expresso”.

A decisão do Tribunal de Leiria, refere o semanário, segue-se a um requerimento de Ricardo Sá Fernandes, advogado que representa a família de duas das pessoas que perderam a vida naqueles fogos florestais.

Nesse requerimento, apresentado em novembro de 2018, Sá Fernandes pedia a pronúncia do autarca, sob o argumento de que “manteve responsabilidades na coordenação da gestão e manutenção dos espaços florestais do município, designadamente em matéria de gestão de combustível, pelo que não se pode eximir às suas responsabilidades no presente caso”.

Valdemar Alves já terá sido notificado desta decisão judicial, não sendo contudo certo que vá ser ouvido a 7 de fevereiro, próxima quinta-feira, com os restantes arguidos do processo, em Leiria.

Os incêndios que deflagraram a 17 de junho de 2017 provocaram 63 mortos e mais de 250 feridos. As chamas foram extintas quatro dias depois, a 21 de junho. Ao todo, 13 pessoas já foram constituídas arguidas no processo aberto ao caso, incluindo Valdemar Alves.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 28 Janeiro a 3 Fevereiro 2019
Próximo La PAC se atasca

Artigos relacionados

Nacional

Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena terão energia limpa com combustão de biomassa

Os concelhos de Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena vão apostar na produção de energia limpa através de unidades de Combustão de Biomassa, […]

Últimas

BPI apoia projecto de expansão da exploração agrícola do Grupo Casa de Mateus

O BPI está a apoiar o projecto de expansão e modernização da exploração agrícola do Grupo Casa de Mateus. Nos últimos 15 anos o grupo tem investido em tecnologia e apostado na expansão das suas propriedades, […]

Nacional

Agricultura e Coesão – Editorial de Teresa Silveira + Suplemento Agrovida

Ainda que torturados, os números não mentem. E as estatísticas dizem que, apesar de 22 anos de integração na UE, vivemos um crescente despovoamento, envelhecimento e empobrecimento do interior, que os milhares de milhões de euros dos sucessivos quadros comunitários (ainda) não fizeram inverter. E as regiões ditas de baixa densidade – há quem lhes chame territórios de elevado potencial, embora nas últimas décadas […]