Ascenza lança no Brasil produto que aumenta rendimento da manga

Ascenza lança no Brasil produto que aumenta rendimento da manga

[Fonte: Vida Rural]

Um novo regulador de crescimento para a cultura da manga promete revolucionar o cenário de produção desta fruta no Vale do São Francisco, região que abrange os estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas, no Brasil. Trata-se do Paclo BR, um produto da Ascenza (ex-Sapec Agro) feito à base de Paclobutrazol e que possibilita não só a redução de custos mas também estender a produção de manga para o ano todo mesmo ao ar livre, sem necessidade de estufas.

O Paclo BR foi autorizado no Brasil sete anos após o pedido de registo no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Este regulador de crescimento para manga é produzido e embalado na Europa pela Ascenza, e o primeiro lote comercializado foi todo destinado aos produtores de manga da região do submédio São Francisco, no estado de Pernambuco.

O gerente executivo da associação de produtores Valexport, Tássio Lustoza, explica que a chegada do produto à base de Paclobutrazol é uma reivindicação antiga dos agricultores da região – que representa nada menos do que 60% da produção nacional de manga. De acordo com este responsável, os produtores da fruta necessitavam de novos produtos para estimular a livre concorrência de mercado e a consequente redução nos custos de produção.

“A Valexport, a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) e a Abrafrutas estiveram envolvidas no processo, com o objetivo de agilizar o registo junto do Mapa, Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), entre outros órgãos oficiais. A chegada é comemorada por todos, uma vez que deve reduzir custos de produção em pelo menos R$ 500 por hectare (cerca de 113 Euros), além de facilitar a poda, a colheita e a floração”, explica Lustoza.

O diretor técnico da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), Jorge Souza, lembra que a manga brasileira precisa de reavaliar os seus custos de produção para ser mais competitiva no mercado internacional e a nova opção do Paclobutrazol faz parte e é encarada como uma grande conquista, que viabiliza os aspectos necessários para a produção da fruta durante todo o ano. “O nosso trabalho consistiu em mostrar ao poder público a necessidade de agilizar a aprovação do produto. Conseguimos acelerar o registo principalmente na etapa final”, comemora.

Renato Francischelli, diretor comercial da Ascenza no Brasil, lembra que em 2012 um grupo de produtores conheceram o Paclo BR na Europa e, dessa forma, identificaram a empresa que já produzia com total segurança e qualidade o Paclobutrazol. “O relacionamento evoluiu e celebramos, no dia 14 de março, em Petrolina-PE, a nossa chegada para um público de 100 produtores, composto essencialmente por engenheiros técnicos e agrónomos ligados ao negócio da manga”, diz.

Já Manuel Coelho, diretor geral da Ascenza no Brasil, explica que houve ensaios com o produto na região de Petrolina e que a ação trouxe resultados promissores. Os dados foram apresentados no evento pelo conselheiro de manga do Vale do São Francisco, o engenheiro-agrônomo Eduardo Ferraz. “O Paclo BR é eficiente no solo, consiste numa rápida absorção das raízes, transportando pelo xilema até os pontos de crescimento vegetativo da planta. A escolha de lançar em Petrolina impacta diretamente um dos principais mercados produtores no país”, analisa.

Ainda segundo o diretor, a atuação do Paclo BR inibe a síntese de giberelinas, produzindo uma diminuição do crescimento vegetativo. O benefício manifesta-se numa folhagem mais equilibrada, promovendo diminuição de podas. Os efeitos na qualidade de frutos (cores, tamanhos, maturação e produção) também são observados. “No cultivo da mangueira, juntamente com boas práticas culturais, pode-se estimular e adiantar a floração”, acrescenta.

Segundo a Valexport, o país exporta 86% da manga produzida. Deste total, 67% está no Nordeste. A região do submédio São Francisco é responsável por 80% desse montante. São 35 mil hectares que plantam uma das frutas mais consumidas em praticamente todos os continentes. Cerca de 70% da manga é exportada para países europeus e 30% para os Estados Unidos, América do Sul e Ásia.

Dados da Abrafrutas mostram que o país produz um milhão de toneladas de manga por ano. A variedade de manga mais comercializada é a tommy, preferida de 85% dos consumidores europeus. A segunda é a palmer, mais procurada entre os asiáticos.

Comente este artigo

O artigo Ascenza lança no Brasil produto que aumenta rendimento da manga foi publicado originalmente em Vida Rural.

Anterior Arroz: Corteva Agriscience recebe a aprovação da UE para herbicida Rinskor Active
Próximo Rinskor™ Active, a nova substância ativa da Corteva Agriscience™, recebe a aprovação da UE

Artigos relacionados

Últimas

Glifosato – Licença renovada por cinco anos

A União Europeia decidiu, ao início da tarde de hoje, a renovação da licença para a utilização do glifosato na agricultura do espaço comunitário por cinco anos, com o voto positivo de 18 estados membros, e nove votos contra. Portugal manteve a abstenção.

Últimas

Crédito Agrícola prepara prémios para projectos agrícolas inovadores

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

O Crédito Agrícola, a INOVISA e a Rede Rural Nacional unem-se novamente para implementar a 6ª […]

Nacional

Valorizar o interior – promover o investimento e o emprego – 10 de Março 2018 – Castanheira de Pêra

A CONFAGRI e a UGT, unidas pela vontade de agilizar a recuperação dos territórios afetados pelos trágicos incêndios que marcaram o ano de 2017 e empenhadas em contribuir, […]