ASAE apreende 50 mil ovos

ASAE apreende 50 mil ovos

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), através da Brigada Especializada das Indústrias da Unidade Regional do Centro, realizou, uma operação de fiscalização dirigida a um Centro de Embalamento e de Classificação de Ovos, no concelho de Pombal.

Como resultado da ação foram apreendidos 49.680 ovos, no valor total de € 6.056,00, por irregularidades na rotulagem uma vez que apresentavam na rotulagem a indicação de serem “ovos provenientes de galinhas criadas ao ar livre”, quando, através da rastreabilidade, se veio a apurar que o Modo de Criação dos mesmos tinha sido:

ovos provenientes de galinhas criadas em gaiolas melhoradas”.

Foi ainda constatada a alteração da data de postura para aumento do período referente à sua data de durabilidade dos ovos tendo sido instaurado um processo-crime, por fraude sobre mercadorias, em concurso com a infração de natureza contraordenacional de concorrência desleal. Após perícia foi considerado que o produto apresentava qualidade, frescura e valor inferior ao que se encontrava marcado no ovo, não podendo entrar no circuito comercial para consumo.

A ASAE, no âmbito das suas competências, continuará a desenvolver ações de forma a verificar o cumprimento das obrigações legais e a assegurar a segurança alimentar e a saúde pública.

O artigo foi publicado originalmente em ASAE.

Comente este artigo
Anterior Apresentação nova plataforma - Reconhecimento de Organizações de Produtores - 21 de fevereiro - Oeiras
Próximo Projeto piloto de Atei

Artigos relacionados

Últimas

Projeto MEDCLIV lança questionário sobre Ecossistema Mediterrânico da Vinha e do Vinho: Participe!

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, promotora do projecto português MEDCLIV – Ecossistema Mediterrânico da Vinha e do Vinho, […]

Nacional

‘Km0 Alentejo – Sabores do Alentejo’ em fase de certificação de produtores, restaurantes, lojas e transformadores

A iniciativa Km0 Alentejo, que tem como principal objetivo potenciar o consumo de produtos agroalimentares de origem local e a produção […]

Nacional

Mau tempo: PSD reivindica calamidade para prejuízos provocados na Cova da Beira

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Comissão Distrital de Castelo Branco do PSD defende que esse instrumento deve ser acionado no “menor espaço possível de tempo” […]