LOURICOOP promove o seguro de rendimento da Batata junto dos seus associados – 7 de janeiro – Lourinhã

LOURICOOP promove o seguro de rendimento da Batata junto dos seus associados – 7 de janeiro – Lourinhã

LOURICOOP promove, no próximo dia 7 de Janeiro, um encontro para a promoção do rendimento do seguro da batata. O esclarecimento será no auditório do Centro Cultural Dr. Afonso Rodrigues Pereira, na Lourinhã, às 18h.

Há uma enorme incerteza nos preços do mercado da batata, devido à crise económica sentida pelas famílias e no canal Horeca. De acordo com Sérgio Ferreira, Diretor Geral da LOURICOOP e Presidente da Direcção da Porbatata, «A crise económica que estamos a sentir requer soluções modernas e que minimizem o risco de produção e comercialização na Batata de Consumo». Com a actual conjuntura económica ninguém sabe como se vão desenvolver os preços da Batata após a campanha.

Com o apoio da Porbatata – a principal organização do sector – foi desenvolvido uma solução que protege os produtores para quedas severas no seu rendimento. É esta solução que será apresentada aos sócios da LOURICOOP no próximo dia 7.

A Safe-Crop, a agência de mediação e subscrição que criou o produto, estará no evento para esclarecer as questões dos produtores.

O produto é segurado pela Lusitania – Companhia de Seguros.

Este é o primeiro seguro de rendimento a operar em Portugal. A solução da Safe-Crop, através da Lusitania, garante o rendimento previamente definido, qualquer que seja a relação e comportamento da produtividade e preço. O seguro tradicional de colheitas apenas garante uma compensação para a produtividade, e apenas para fenómenos meteorológicos muito específicos.

O novo seguro tem ainda outras especificidades. A avaliação de rendimento é baseada na variação dos índices de preços e de produção produzidos para o mercado nacional. Por isso, não há, de uma maneira geral, uma verificação in loco das produções.

A LOURICOOP – Cooperativa de Apoio e Serviços do Concelho da Lourinhã, C.R.L.- foi constituída em 1976 com o objectivo de desenvolver e valorizar o associativismo no sector agrícola e tornar mais competitiva a actividade do agricultor.

O Agrupamento de Produtores de Batata da LOURICOOP, é actualmente constituído por 40 agricultores do concelho da Lourinhã, que cultivam cerca de 350 ha de batata. No concelho de Lourinhã, a batateira pode encontrar-se no terreno de Dezembro a inícios de Outubro, consoante a zona. As datas de plantação podem variar de Dezembro a Junho estendendo-se as colheitas de Abril a Outubro.

Sérgio Ferreira, Diretor Geral da LOURICOOP e Presidente da Direcção da Porbatata

«A crise económica que estamos a sentir requerem soluções modernas e que minimizem o risco de produção e comercialização»

«A garantia de rendimento aos produtores de Batata era uma necessidade há muito sentida no sector. Pela primeira vez em Portugal, um produto agrícola tem uma proteção face às quedas de preço e de produtividade.»

«Com este produto a Porbatata cumpre a sua missão de apoio à produção da Batata Portuguesa com uma solução inovadora. Estamos confiantes na adesão do sector a esta ferramenta de gestão, há muito requerida pelo sector.»

Filipe Charters, sócio da Safe Crop

«Esta é a solução ideal para um produtor moderno que se quer centrar naquilo que faz de melhor: produzir. Queremos estar ao lado dos produtores – esta é apenas uma das nossas soluções.»

Comente este artigo
Anterior Ministro do Ambiente salienta importância da regeneração natural do Pinhal de Leiria
Próximo Primeira fase da consulta ao Plano Estratégico da PAC 2023-2027 alargada até 8 de janeiro de 2021

Artigos relacionados

Últimas

Câmara de Lisboa apresenta hoje plano de defesa da floresta contra incêndios

Em declarações à agência Lusa, o vereador da Proteção Civil, Carlos Castro (PS), explicou que este “é um trabalho que a câmara já […]

Últimas

Mês de abril | Muito quente em Portugal

As temperaturas médias em abril de 2021 variaram consideravelmente em toda a Europa. Verificaram-se valores inferiores ao valor médio em grande parte dos países (Fig. 1), no entanto […]

Últimas

Três milhões para projeto agrícola em Pêro Viseu

Um projeto para cultivo de canábis medicinal está previsto para a freguesia de Pêro Viseu. Tem capitais franceses e suíços e já foi declarado projeto de […]