Apicultores devem proceder à declaração anual de existências até dia 30

Apicultores devem proceder à declaração anual de existências até dia 30

O Edital da atividade apícola (Declaração de Existências), publicado pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, informa que os apicultores devem proceder à declaração anual de existências de 1 a 30 de setembro de 2019.

Os apicultores deverão fornecer obrigatoriamente as coordenadas geográficas aproximadas do(s) respetivo(s) apiário(s), constituindo a falta da declaração de existências no período indicado uma contraordenação, punível com coima cujo montante mínimo e de € 100 e máximo de € 3.740 ou € 44.890, consoante o agente seja pessoa singular ou coletiva.

É obrigatória a aposição do número de registo do apicultor em local bem visível dos apiários. Sempre que pretendam deslocar o(s) apiário(s), os detentores devem comunicar previamente à Direção de Serviços de Alimentação e Veterinária da Região (DSAVR) de destino da futura implantação do(s) mesmo(s), sendo que as deslocações do(s) apiário(s) para zonas controladas devem ser previamente autorizadas pela DSAVR de destino da futura implantação do(s) mesmo(s).

Sempre que ocorram alterações significativas superiores a 20% do número de colmeias, o apicultor deverá fazer a declaração de alterações à declaração de existências, no prazo máximo de 10 dias úteis após a sua ocorrência. As declarações de alterações deverão ser efetuadas para alterações superiores ou iguais a 20 colónias do efetivo.

Mais informações aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior TEDxISA - 21 de setembro - Lisboa
Próximo Concurso Queijos de Portugal está de volta. Inscrições até 1 de Outubro de 2019

Artigos relacionados

Candidaturas e pagamentos

PDR2020: Recursos Genéticos – Conservação e Melhoramento de Recursos Genéticos Florestais

Operação 7.8.5. Recursos Genéticos – Conservação e Melhoramento de Recursos Genéticos Florestais (1º Anúncio) […]

Últimas

Montalegre incentiva à compra do cordeiro pascal a produtores do Barroso

A Câmara Municipal de Montalegre está a incentivar a sua população a comprar o cordeiro pascal a produtores do Barroso. […]

Últimas

Opinião: Contributos (VII) – Coimbra deve valorizar mais o setor industrial

Gil Patrão

Coimbra poderá ser muito mais que uma cidade apetecível para viver, e vir a ser um vetor ativo duma região de excelência se quem for eleito para liderar a Câmara for capaz de trabalhar de modo proativo e construtivo com os vereadores que representem outros partidos, […]