António Ventura anuncia criação do perímetro do ordenamento agrário na Graciosa

António Ventura anuncia criação do perímetro do ordenamento agrário na Graciosa

O Secretário Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, António Ventura, anunciou esta quinta-feira que o Executivo açoriano tem o compromisso com a ilha Graciosa de criar o perímetro do ordenamento agrário e avançar com investimentos infraestruturais para os próximos quatro anos.

De visita à ilha, António Ventura, frisou que “a Graciosa necessitava deste novo perímetro, desse novo espaço, deste novo território, que irá permitir aos produtores locais beneficiarem dessas infraestruturas”, sendo que, assim, os custos de produção irão diminuir.

O novo perímetro, de acordo com o governante, “abarca cerca de 800 hectares e que está a depender de uma publicação da Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural para depois o IROA proceder a um estudo para a posterior instalação de água, luz e respetivos caminhos”.

Na ocasião, António Ventura destacou igualmente os investimentos para o corrente ano, que estão previstos ao nível “do matadouro, da beneficiação de caminhos agrícolas, assim como a preparação do Plano e Orçamento para 2022, que vai incluir benefícios no novo ordenamento do período agrário”.

Também os fatores de produção relacionados com os produtos locais, como é o caso da meloa, mas também os transportes marítimos, estão a ser estudados pelo Governo Regional, no sentido de melhorar quer a mobilidade marítima, através do escoamento dos produtos, quer o preço dos produtos pagos aos produtores.

Segundo disse “os custos de produção na Graciosa são diferentes dos custos de produção em outras ilhas, como tal existem oportunidades e constrangimentos que têm que ser conhecidos e, por isso, o Governo dos Açores vai colocar uma rubrica no Plano e Orçamento, que contempla a agroruralidade por ilha”.

Com esta rubrica, o Executivo pretende “conhecer as potencialidades e as fragilidades de cada ilha, estabelecendo uma política agrícola regional, com a sua complementaridade e devido planeamento”, sublinhou o Secretário Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Tal como as outras ilhas, a Graciosa também sofre com o agravamento do despovoamento, do envelhecimento e a necessidade de fixar jovens, e “percebendo-se quais são essas potencialidades, pode-se estabelecer políticas mais verdadeiras e ajustadas à realidade”, sublinhou o titular da pasta da Agricultura.

Quando às dificuldades no escoamento de gado vivo da ilha, António Ventura afirmou que já se reuniu com a Associação Agrícola da ilha e vai continuar os contactos com as organizações e produtores, com vista a averiguar qual a grande dificuldade e de que forma o Executivo açoriano pode intervir, para que os produtores não tenham quebras de rendimento.

Comente este artigo
Anterior Escoteiros de Portugal e Centro PINUS celebram Dia Internacional das Florestas
Próximo Webinar sobre Cidades e Comunidades Sustentáveis - 23 de março

Artigos relacionados

Nacional

Equipa do ISA publica lista de ferrugens em Portugal

Com este trabalho, Portugal está novamente entre os países com mais informação disponível de ocorrência de ferrugens. […]

Últimas

Cotações – Ovinos e Caprinos – 2 a 8 de agosto 2021

Cotações – Ovinos e Caprinos – 2 a 8 de agosto 2021 […]

Sugeridas

Preço do azeite vai aumentar por causa dos incêndios

Mais de metade do olival tradicional ardeu com os fogos deste fim de semana. O preço vai subir garante a CNA, […]