António Alberto Gonçalves Ferreira homenageado com Prémio Personalidade Armando Sevinate Pinto

António Alberto Gonçalves Ferreira homenageado com Prémio Personalidade Armando Sevinate Pinto

[Fonte: Vida Rural]

É um dos grandes dinamizadores da revolução florestal que aconteceu na floresta portuguesa e acredita que é preciso colocar “a árvore certa, no sítio certo”.

António Alberto Gonçalves Ferreira, nome grande da agricultura e agrofloresta nacionais, recebeu o Prémio Personalidade Armando Sevinate Pinto. Um galardão que reconhece uma vida de trabalho em prol do desenvolvimento do setor, da produção à investigação e organização, com foco na maximização de produções e rendimentos.

Comente este artigo

O artigo António Alberto Gonçalves Ferreira homenageado com Prémio Personalidade Armando Sevinate Pinto foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior MechSmart Forages é o projeto de ‘I&D que marca’
Próximo Veracruz é o ‘Investimento que marca’

Artigos relacionados

Últimas

30 mil hectares consumidos nos últimos dias, 122 mil desde janeiro

[Fonte: Diário de Notícias]
Os incêndios florestais que se registam desde domingo nos distritos de Castelo Branco, Santarém e Portalegre consumiram quase 30 mil hectares, segundo o Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais (EFFIS).
O EFFIS, que através de imagens de satélite contabiliza quase em tempo real a área ardida, […]

Últimas

Governo estabelece critérios de apoios a jovens agricultores no âmbito do PDR

O Governo estabeleceu os critérios de apoio a investimentos de jovens agricultores, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020), segundo uma portaria publicada hoje em Diário da República.

Os apoios previstos na portaria são concedidos “sob a forma de subvenção “não reembolsável […]

Sugeridas

Inventário florestal continua por fazer

[Fonte: Expresso]

Planeia-se a floresta com base em dados de 2010. Chuva primaveril ditará dimensão dos próximos fogos

Portugal continua sem conhecer a floresta que tem. Esta é uma constatação que o Expresso ouviu de vários especialistas e que deixa um pouco “inquinado” o planeamento da defesa contra incêndios. […]