Álvaro Amaro critica programa de promoção agroalimentar para 2021 que destina metade do financiamento à promoção de biológicos

Álvaro Amaro critica programa de promoção agroalimentar para 2021 que destina metade do financiamento à promoção de biológicos

Eurodeputado dececionado com orientação da Comissão que destina metade do financiamento à promoção de biológicos

O diretor-geral da Direção-Geral da Agricultura e do Desenvolvimento Rural apresentou hoje o programa de trabalho de 2021 relativo à política de promoção dos produtos agroalimentares da UE, que destina metade do financiamento disponível à promoção de produtos biológicos, facto “incompreensível” para Álvaro Amaro, num “ano determinante para contrariar esta crise.

Para o Membro Permanente da Comissão da Agricultura, o tratamento preferencial dos produtos biológicos em detrimento da restante produção agroalimentar “não surpreende, mas ofende. É sabido que a Comissão Europeia – e o Pacto Ecológico Europeu – visam aumentar a quota de mercado dos produtos biológicos. Contudo, não se compreende que, para atingir o desiderato, se desconsiderem “os milhares de pequenos e médios agricultores inscritos em regimes de qualidade” que, em razão da atual crise, acusam perdas de rendimento dramáticas.

O social-democrata, no Parlamento Europeu, considera ainda que “é preciso apresentar mais e melhores medidas de apoio ao sector do vinho, no âmbito do combate à crise”. “Com esta obstinação ideológica, a Comissão Europeia está a desperdiçar uma oportunidade vital para ajudar os agricultores da União Europeia a escoar a produção que está a ser destruída ou armazenada até que se estrague”, termina.

O programa hoje apresentado a pedido da Comissão da Agricultura e Desenvolvimento rural prevê apoios para a promoção nos mercados interno e externo na ordem dos 174 milhões de euros.

Para 2021, a Comissão Europeia vincula metade do orçamento à promoção de produtos biológicos, à promoção da valorização da sustentabilidade ambiental da agricultura europeia e à promoção do consumo de frutas e legumes no contexto de dietas equilibradas e saudáveis. De acordo com o diretor-geral, isto deve-se ao alinhamento desta política com os objetivos inscritos no Pacto Ecológico Europeu.

Nota enviada por PSD no Parlamento Europeu.

Comente este artigo
Anterior BASF amplia portefólio de alface
Próximo Floresta será arrendada à força durante 50 anos

Artigos relacionados

Sugeridas

Iniciado o programa experimental de luta biológica contra a Trioza erytreae

O Ministério da Agricultura, através da Autoridade Fitossanitária Nacional, iniciou o programa experimental […]

Comunicados

Sapec Agro portugal lança canal de youtube

É com entusiamo que a SAPEC Agro Portugal amplia os seus canais de informação com a criação de um canal de YOUTUBE oficial. […]

Internacional

Scientists find new way to develop drought-resilient crops

[Fonte: ANU] Australian research could help breeders develop more drought-resilient crops that can produce more food and more profit with less water. […]