Altri assina memorando para criar biofábrica de fibras sustentáveis na Galiza

Altri assina memorando para criar biofábrica de fibras sustentáveis na Galiza

A celebração deste projeto pretende produzir cerca de 200 mil toneladas de pasta solúvel e fibras sustentáveis por ano, com o apoio de fundos do PRR espanhol. Investimento previsto é de 800 milhões.

A Altri assinou um memorando de entendimento para avançar com a construção de uma biofábrica de fibras sustentáveis na Galiza, com capacidade de produção anual de cerca de 200 mil toneladas, avançou hoje a empresa em comunicado. O projeto enquadra-se na estratégia de sustentabilidade da companhia portuguesa e vai aproveitar fundos do PRR espanhol.

A papeleira portuguesa adiantou que assina esta sexta-feira com a Sociedade para o Desenvolvimento de Proxectos Estratéxicos de Galicia (“Impulsa”) um memorando de entendimento para estudar em exclusivo e no contexto de uma parceria, a construção de uma biounidade industrial de raiz, equipada com as melhores tecnologias disponíveis a […]

Continue a ler este artigo no Jornal de Negócios.

Comente este artigo
Anterior Ordem dos Médicos Veterinários celebra 30 anos
Próximo Agricultores podem produzir um terço da energia que precisam a partir do sol

Artigos relacionados

Últimas

Do lixo ao luxo: como valorizar os resíduos de fermentação – Ana Carvalho

Os resíduos dos grãos de cereais usados na produção de cerveja possuem um elevado valor nutricional, sendo ricos em hidratos de carbono, proteínas, fibras, minerais, vitaminas […]

Nacional

Canábis “made in” Odemira exportada pela primeira vez para os EUA

A multinacional instalou-se em Portugal em 2019 e agora exporta pela primeira vez um lote da produção em São Teotónio (Odemira) para o maior mercado mundial de canábis medicinal […]

Últimas

Floricultores reclamam linha de 30 milhões de euros prometida pelo Governo

Os produtores nacionais de flores e plantas reclamam urgência na criação da linha de crédito que tinha sido anunciada pela ministra da Agricultura, para o setor. A pandemia afetou fortemente os […]