Alltech inaugura laboratório que analisa digestibilidade das rações dos bovinos

Alltech inaugura laboratório que analisa digestibilidade das rações dos bovinos

O Laboratório Alltech IFM, localizado na Universidade Harper Adams no Reino Unido, ajudará a desenvolver rações de elevada digestibilidade para bovinos e outros ruminantes, reduzindo o desperdício e mitigando o impacto ambiental (emissões de metano) das explorações pecuárias.

A Alltech, empresa global especializada em nutrição animal, acaba de inaugurar o seu primeiro laboratório especializado em fermentação in vitro – AlltechIFMna Europa, em parceria com a Universidade Harper Adams, no Reino Unido. Esta nova unidade científica simula a fermentação que ocorre no rúmen dos bovinos, avaliando a digestibilidade das rações e forragens.

Os produtores de gado e os fabricantes de rações podem recorrer ao Laboratório AlltechIFM™ para otimizar a formulação das rações, com base na disponibilidade de nutrientes, o que permitirá reduzir perdas de energia e desperdício de rações.

As amostras de ração (concentrados, forragens frescas, silagens ou rações mistas) são incubadas com líquido ruminal durante 48 horas e, em seguida, analisadas quanto ao seu teor em ácidos gordos voláteis (AGV) e biomassa microbiana. O Alltech IFM mede a produção de gases durante todo o processo, permitindo calcular a quantidade de energia perdida, ou seja, as emissões de metano geradas por cada animal.

Validado pelo Carbon Trust, o Alltech IFM é uma ferramenta eficaz para prever as emissões de metano geradas nas explorações pecuárias. Este é o sétimo laboratório do género que a Alltech inaugura a nível mundial.

«O lançamento do nosso laboratório Alltech IFM na Europa é um avanço significativo, pois agora temos a capacidade de analisar rações na Europa e dar mais apoio técnico aos nossos clientes», afirma Matthew Smith, vice-presidente da Alltech. «Em parceria com a Universidade Harper Adams vamos gerar novos conhecimentos sobre a correlação entre a dieta dos ruminantes e a produção de leite e de carne de bovino na Europa. Acreditamos que o Alltech IFM pode contribuir para ajudar a resolver as enormes preocupações ambientais e a reduzir o desperdício nas explorações pecuárias, contribuindo para um Planeta de Abundância (Planet of Plenty)», acrescentou Matthew Smith.

Alltech’s In-Vitro Fermentation Model lab at Harper Adams University in Shropshire, United Kingdom.
Comente este artigo
Anterior Navigator presente no maior salão internacional agroalimentar - SISAB Portugal
Próximo Incêndios: Ministra da Agricultura destaca contributo da agricultura no Plano de Gestão Integrada

Artigos relacionados

Últimas

Traders recorrem a aplicações de streaming para negociar milho chinês

As aplicações de streaming conquistaram a China com vídeos curtos de adolescentes a dançar e a fazer brincadeiras estranhas. Agora, os operadores estão a usá-las para prever o futuro dos preços dos cereais. […]

Últimas

Feira Rural de Torres Vedras retorna à Cidade…

Depois de ter ido passear à praia em agosto, a Feira Rural de Torres Vedras regressa em setembro à cidade…
Assim, […]

Newsletters

Agroglobal News Março 2020

O setor agrícola não vai parar e os preparativos para a Agroglobal também não – 9, 10 e 11 de Setembro, Valada do Ribatejo […]