AJAP preocupada com o futuro da agricultura na Europa

AJAP preocupada com o futuro da agricultura na Europa

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

A Associação dos Jovens Agricultores de Portugal (AJAP) manifestou um conjunto de preocupações sobre o futuro da agricultura europeia, na sequência da sua participação no “Forum for the Future of Agriculture”, que teve como nota dominante «o grau de indefinição e de incertezas na Europa». Este evento foi organizado pela European Landowners Organization e decorreu a 9 de Abril, em Bruxelas.

Relativamente a Portugal, a associação refere que, em fim de execução do PDR 2020, «aumentam as nossas dúvidas relativamente ao futuro programa europeu da PAC [Política Agrícola Comum] e naturalmente a sua adaptação a Portugal, pois espera-se confuso, com novas regras e menos dinheiro». Por exemplo, faltam respostas para «a previsível diminuição financeira em relação ao II pilar da PAC para Portugal, estimada em menos 15% relativamente, ao anterior PDR – programa que, por falta de verbas, vai ficar aquém das necessidades rurais de investimento no País, nomeadamente no rejuvenescimento dos seus agricultores considerados dos mais envelhecidos da Europa».

A nível europeu, a AJAP critica a «ausência de respostas» a muitas questões: «Qual o rumo da agricultura europeia para o futuro? Que agricultores a futura PAC pretende privilegiar na Europa? Que políticas de incentivos aos jovens agricultores numa Europa envelhecida? Como pretende a futura PAC lidar com as grandes questões que a sociedade civil europeia coloca, desde logo o desperdício alimentar, a economia circular, a sustentabilidade ambiental e ecológica, as alterações climáticas (períodos de seca prolongados/uso eficiente da água), combate ao abandono e desertificação das zonas rurais?».

No mesmo documento, a AJAP defende que o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos «está em óptimas condições para assumir no futuro a pasta de Comissário Europeu para a Agricultura e Desenvolvimento Rural». Num contexto de proximidade de eleições europeias, a associação sustenta esta opinião «atendendo a algumas prioridades» que o ministro da Agricultura «introduziu» em Portugal: «a dinamização e investimento no regadio, nas florestas, na agricultura familiar e a introdução do Jovem Empresário Rural [JER]».

Para a AJAP, «importava agora que a sua [de Capoulas Santos] visão global sobre a agricultura na Europa face ao seu curriculum europeu, e sensibilidade em relação a outros continentes, nomeadamente África, pudesse ser associado a um quadro de maior responsabilidade e de intervenção política íntegra e estratégica para a Europa e na sua relação com os países mais debilitados e com as superpotências produtivas de países de outros continentes». Recordamos que, numa entrevista recente, o presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, Eduardo Oliveira e Sousa, também defendeu o nome de Capoulas Santos para assumir o cargo de Comissário Europeu para a Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Comente este artigo

O artigo AJAP preocupada com o futuro da agricultura na Europa foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior “Lesados pelos Javalis” concentram à porta da DRAP Centro a 17 de Abril
Próximo São 21 os concelhos a promoverem produtos regionais na Feira de Nanterre

Artigos relacionados

Nacional

Apdea debate agricultura e os desafios societais para o período 20-30

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Apdea — Associação Portuguesa de Economia Agrária, em parceria com o GPP — Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral e o INIAV — Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, vai realizar o seu IX congresso entre 15 e 18 de Outubro de 2019 em conjunto com o III Encontro Lusófono em Economia, […]

Nacional

Prospectores internacionais visitam Alqueva

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

De 22 a 24 de Maio, uma missão empresarial traz cerca de 30 empresários de seis países a visitar a área servida pelo projecto de Alqueva. Esta é uma iniciativa conjunta da Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA) e do Núcleo Empresarial da Região de Beja (NERB/Aebal), […]

Últimas

Reforço de areia nas praias da Costa de Caparica vai custar 6,3 milhões de euros

[Fonte: ECO]

O Ministério do Ambiente revelou esta sexta-feira que o reforço de um milhão de metros cúbicos de areia nas praias da Costa de Caparica, em Almada, no distrito de Setúbal, terá um investimento de 6,3 milhões de euros.
Em comunicado, […]