Águeda inundada devido a descargas “brutais” de barragem. “Não vai ser fácil”

Águeda inundada devido a descargas “brutais” de barragem. “Não vai ser fácil”

A baixa da cidade de Águeda, no distrito de Aveiro, encontra-se inundada devido às descargas “brutais” da Barragem de Ribeiradio, no concelho vizinho de Sever do Vouga, disse quinta-feira à noite fonte da autarquia.

“Neste momento, as fossas pluviais já não estão a dar vazão e a baixa está inundada. O rio está com cotas muito altas e já não temos capacidade de encaixe, porque a barragem de Ribeiradio está a libertar 1000 metros cúbicos por segundo”, disse o presidente da Câmara de Águeda, Jorge Almeida.

O autarca diz que a subida súbita da água tem a ver com as descargas “brutais” que a Barragam de Ribeiradio está a fazer. “A Estrada Nacional EN16, entre Carvoeiro e Pessegueiro do Vouga, está encerrada e não há memória que isso tenha acontecido. O caudal do Rio Vouga, neste momento, é qualquer coisa de extraordinário”, disse.

Pelas 23h20, Jorge Almeida dava conta da existência de algumas ruas da baixa da cidade inundadas e várias casas com cerca de “30 ou 40 centímetros de água à beira da porta”, mas admitia que essa altura iria aumentar. “A situação não vai ser fácil. Isto ainda não acabou. Não faço ideia do que é que vai acontecer a seguir. Neste momento, tenho as fossas pluviais a drenarem para dentro da rua e sem capacidade de escoamento”, observou Jorge Almeida.

O autarca, que tem a seu cargo o pelouro da Proteção Civil, deu ainda conta da existência de muitos pedidos de auxílio por inundações de caves, além de derrocadas de taludes e quedas de árvores. “Estamos a acorrer a tudo e esperamos dar conta do recado”, disse, adiantando que têm muitos meios no terreno, nomeadamente Bombeiros, GNR e Serviço Municipal de Proteção Civil.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Nuno Russo: Organizações de Produtores são elemento estruturante da melhoria da posição dos agricultores na cadeia alimentar
Próximo “Esta nova informação genómica representa uma informação muito valiosa”

Artigos relacionados

Últimas

Portugal na estatística dos incêndios

O Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais registou quase 10 mil hectares de floresta ardidos só em Mação e Vila de Rei este ano. […]

Últimas

As Vacas e a Roda dos Alimentos – João Rodrigues

Arrastamo-nos cada vez mais para um guerra cega e de divisão
dos que gostam apenas de um dos lados da “coisa” e em que só a sua visão é
correta, […]

Últimas

Governo diz que nível das barragens no Mondego abaixo do normal “é intencional”

O Ministério do Ambiente esclareceu hoje ser “intencional” o facto de duas barragens no Mondego terem níveis de água abaixo do normal para a […]