Agricultura vai render mais dinheiro este ano

Agricultura vai render mais dinheiro este ano

[Fonte: Notícias ao Minuto]

O rendimento gerado pela atividade agrícola em Portugal deve aumentar 5,8% em 2016, após um crescimento de 2,9% em 2015, dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) na primeira estimativa das contas económicas da agricultura.

Esta evolução positiva deve-se sobretudo ao aumento de 38,1% nos subsídios à produção, após três anos consecutivos de diminuição, já que o Valor Acrescentado Bruto (VAB) recuou 7,7% em termos nominais e 9,7% em termos de volume, interrompendo a tendência de crescimento em volume observada desde 2011.

A evolução negativa do VAB resultou do efeito conjugado do decréscimo previsto da Produção do ramo agrícola (-3,3%) e de uma redução ligeira do consumo intermédio (-0,7%).

A diminuição da produção do ramo agrícola em termos nominais resultou essencialmente de um decréscimo em volume (-4,5%), uma vez que os preços registaram um aumento (+1,2%).

A produção vegetal (56,4% do total da produção) registou uma evolução negativa em volume (-8,3%), refletindo os decréscimos no vinho (-20,0%), frutos (-11,2%), cereais (-5,0%) e vegetais e produtos hortícolas (-4,2%).

Com exceção dos cereais e vinho, os preços base tiveram uma subida generalizada, destacando-se as batatas (50,0%), os frutos (12,7%) e os vegetais e produtos hortícolas (5,4%).

A produção animal deverá apresentar uma variação nominal negativa (-5,2%) sobretudo devido à diminuição dos preços (-5,7%), uma vez que o volume deverá aumentar ligeiramente face a 2015 (0,5%).

Os produtos que mais contribuíram para esta evolução foram as aves de capoeira e o leite, com variações nominais negativas de 6,8% e 8,9%, respetivamente.

O INE estima, para este ano, um acréscimo dos preços da produção (1,2%) superior aos preços do consumo intermédio (0,7%), traduzindo uma situação ligeiramente mais favorável relativamente a 2015.

O ligeiro decréscimo em valor do consumo intermédio resulta de uma diminuição em volume (-1,4%) e de um aumento dos preços (0,7%).

“Esta evolução nominal, deve-se, sobretudo, às sementes e plantas (-18,5%) e à energia e lubrificantes (-6,6%), que atenuaram os efeitos do aumento de 2,1% registados nos alimentos para animais (a rubrica com maior peso relativo na estrutura de custos da atividade)”, indica o INE.

 Em relação ao peso do VAB do ramo agrícola na economia nacional, a importância relativa da agricultura deverá diminuir para 1,5% (1,7% em 2015).
O artigo Agricultura vai render mais dinheiro este ano foi publicado originalmente em Notícias ao Minuto
Comente este artigo
Anterior Iniciativa “24H Agricultura Syngenta” – 1 e 2 Abril 2017 – Coimbra
Próximo Comunicado de imprensa - Parlamento Europeu quer reforçar controlo dos citrinos que entram na UE

Artigos relacionados

Cotações ES

Oscilaciones en el mercado de las canales de vacuno

El mercado de las canales de vacuno osciló entre repetición de precios en el caso de los machos y con repuntes en las hembras, […]

Nacional

Governo apoia investimentos para travar ‘Xylella fastidiosa’ com 2 ME

O Ministério da Agricultura tem aberto até sábado um concurso, financiado pelo Programa de Desenvolvimento Rural, para apoiar, com um montante global de dois milhões de euros, […]

Nacional

Incêndios. União Europeia “está pronta para aumentar a sua assistência” se Portugal solicitar

O incêndio que começou cerca das 15:00 de sábado na localidade de Fundada, Vila de Rei (distrito de Castelo Branco) e se estendeu ao início da noite ao concelho de Mação (distrito de Santarém) permanece ativo há […]