Agricultura beirã de luto pela morte de José Martins de Carvalho

Agricultura beirã de luto pela morte de José Martins de Carvalho

A Adega Cooperativa do Fundão e a agricultura beirã estão de luto pela morte de José Martins de Carvalho, ex-Diretor Regional de Agricultura da Beira Interior e membro dos órgãos sociais da Adega fundanense.

Natural da Fatela, no concelho do Fundão, José Martins de Carvalho licenciou-se em Engenharia Agronómica no Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa, em 1978, recorda a Câmara do Fundão, numa nota de pesar.

Em julho de 1980 ingressou no Instituto de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura e Pescas em Castelo Branco, como técnico auxiliar, tendo sido designado, em 1981, técnico responsável pela Divisão de Análise de Projetos. Em acumulação durante um ano exerceu funções de apoio no âmbito da Comissão Regional de Crédito da Direção Regional da Beira Litoral do IFADAP.

Em maio de 1981 foi nomeado chefe da Divisão de Análise de Projetos da Direção Regional da Beira Interior do IFADAP e, em 1987, foi nomeado chefe do Serviço Regional de Castelo Branco do IFADAP.

Empresário agrícola desde 1978, foi sócio fundador da OVIBEIRA – Associação de Produtores de Ovinos do Sul da Beira e sócio fundador da Cooperativa de Produtores de Ovinos e Caprinos do Sul da Gardunha.

Foi ainda presidente da Mesa da Assembleia Geral da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo da Região do Fundão e Sabugal.

A 12 de julho de 2002, foi nomeado Diretor Regional de Agricultura da Beira Interior pelo então primeiro-ministro, José Manuel Durão Barroso, e pelo ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Armando José Cordeiro Sevinate Pinto, cargo que ocupou por três anos.

Atualmente, para além da atividade de empresário agrícola, desempenhava o cargo de vice-presidente da direção da Adega Cooperativa do Fundão.

O funeral realiza-se esta quinta-feira na Soalheira.

O artigo foi publicado originalmente em Jornal do Fundão.

Comente este artigo
Anterior Ageing of Europe’s farmers remains a major challenge in rural areas
Próximo Estudos para a empreitada da Barragem do Pisão foram adjudicados

Artigos relacionados

Nacional

CHEP lança índice de mercado que prevê tendências do consumo em Portugal

A CHEP acaba de lançar o CHEP Retail Index, um índice trimestral único que prevê a actividade e as tendências futuras de consumo do sector do retalho nacional. […]

Nacional

Governo rejeitou projetos de proteção florestal por falta de verbas

Duas operações específicas de defesa da floresta que foram feitas no âmbito do PDR 2020 foram rejeitadas devido à falta de verbas. […]

Nacional

País está mais urbano, mais florestal e menos agrícola

[Fonte: Público]
Estudo da Direcção-Geral do Território foi à procura das “dinâmicas territoriais” entre 1995 e 2010. Mais de um milhão de hectares do território nacional mudou de ocupação. […]