Agricultor indiano cria nova variedade de maçã que cresce em climas quentes e secos

Agricultor indiano cria nova variedade de maçã que cresce em climas quentes e secos

Um pequeno agricultor indiano, Hariman Sharma, cultivou, sem saber, uma nova variante de maçã capaz de crescer em climas quentes e secos, avança o portal Modern Farmer.

A descoberta aconteceu em 1998, quando o agricultor foi surpreendido ao encontrar um rebento de macieira a crescer no seu jardim, depois de ter atirado para lá algumas sementes de uma maçã que tinha comido. A maça normalmente não cresce no distrito de Bilaspur, onde Hariman Sharma vive, que fica a 678 metros acima do nível do mar.

Na Índia, a maçã é cultivada apenas nos terrenos superiores dos estados de Caxemira e Himachal Pradesh, a uma altitude de 1.600-2.500 metros acima do nível do mar. Estas são áreas com climas temperados.

Durante três anos, Hariman Sharma cuidou da macieira, até esta dar frutos. A maça era de pequeno calibre, o que levou o agricultor a enxertar a macieira jovem numa ameixeira, tendo o processo sido bem-sucedido e resultado em maças de maior calibre.

Após várias experiências, em 2004 o agricultor indiano acabou por escolher a variedade Golden Delicious para enxerto, desenvolvendo uma macieira auto polinizadora que cresce em baixas altitudes.

“As flores surgem em fevereiro e os frutos estão prontos para a colheita em junho e não precisam de arrefecimento”, diz. Tipicamente, as maçãs da região requerem arrefecimento, e são colhidas no final de agosto.

Hariman Sharma pensou que esta variedade fora de época, poderia ser benéfica para os pequenos agricultores independentes e tentou encorajá-los a comprar rebentos, mas sem sucesso.

Impacto do National Innovation Foundation

Em 2013, a National Innovation Foundation  (NIF) – uma agência governamental que procura fomentar a inovação – ouviu falar da variedade de maçãs de Sharma e realizou ensaios de campo. Os testes revelaram-se bem-sucedidos e a variante foi nomeada de HRMN-99 em homenagem ao seu criador. Tal levou a que a variante se popularizasse, sendo que atualmente são vendidos entre 200,000 e 300,000 rebentos todas as épocas de plantação.

” Hariman Sharma selecionou o melhor porta-enxertos compatível para a sustentabilidade a longo prazo da produção de maçã. O aumento da temperatura média global também pode ter movido as espécies vegetais para se adaptarem a novas áreas com baixas altitudes e climas quentes”, disse o cientista sénior da NIF, Hardev Choudhary, ao Modern Farmer.

Em fevereiro, o governo da Índia deu a Hariman Sharma, agora com 66 anos, os direitos de criação e venda do RHMN 99 com um período inicial de proteção de nove anos.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Fogo que deflagrou em Castro Marim com 9.000 hectares de área afetada
Próximo Agricultores já podem reportar prejuízos resultantes do incêndio que deflagrou no Sotavento Algarvio

Artigos relacionados

Nacional

Próximo quadro financeiro espelha vontade de modernizar economia – Ministra da Agricultura

A ministra da Agricultura defendeu hoje que o Quadro Financeiro Plurianual (QFP) 2021-2027 “espelha a vontade” de modernizar a economia da UE, sob a alçada do ‘Green Deal’, criando um […]

Nacional

O melhor vinho fortificado do mundo é português

O vinho do Porto “Vintage 2017” da Niepoort foi considerado o Melhor Vinho Fortificado do Mundo, no concurso Best Wine of the World 2021. […]

Últimas

Projeto ibérico quer pôr biomassa da poda a aquecer casas

O Norte de Portugal tem um “elevado” potencial de biomassa resultante da poda que deve ser valorizado energeticamente, com benefícios para o ambiente e para a carteira dos consumidores, […]