Agentes económicos avançam com proteção do leitão da Bairrada

Agentes económicos avançam com proteção do leitão da Bairrada

A Associação Rota da Bairrada (ARB) vai realizar uma assembleia geral em Oliveira do Bairro, no dia 10 de novembro, para definir as regras de qualificação e proteção do leitão assado da Bairrada.

Em comunicado, a ARB apelou hoje à inscrição dos agentes económicos da fileira como seus associados, a tempo de poderem participar na sessão, no Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro, naquele dia, às 15:00.

A reunião destina-se a “definir e aprovar o nome do produto, a área geográfica para a criação e produção, as características físico-químicas do leitão e o modo de confeção”, podendo ser feitas outras sugestões durante os trabalhos.

“Terão direito a voto os agentes económicos que fizerem parte desta associação como sócios”, informa a ARB, realçando que o leitão assado no forno “é sem qualquer dúvida um dos ex-líbris da Bairrada”.

Tal como já acontece com os vinhos e espumantes da região, o leitão “ganha ao ser qualificado e protegido contra tentativas de adulteração por parte de alguns agentes económicos”, segundo a nota.

“Com a valorização e proteção de autenticidade ganha o produto, ganha toda a fileira produtiva, ganha o território e ganham os consumidores. Conseguirmos que o leitão da Bairrada se assuma como um produto qualificado – e (…) possa envergar uma proteção que a autoridade comunitária lhe vier a conferir – é um passo de extrema importância para toda a região, aportando enormes mais-valias económicas, sociais e culturais para a marca coletiva que é a Bairrada”, defende a associação.

Para fazerem avançar o processo, a ARB e a Comissão Vitivinícola da Bairrada, com sede em Anadia, “conseguiram obter um primeiro apoio financeiro” europeu do Centro 2020, através da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.

Comente este artigo
Anterior Programa Nacional de Investimentos vai envolver 43 mil milhões de euros, diz Costa
Próximo El Parlamento Europeo, en contra de destinar fondos de la PAC para los toros de lidia

Artigos relacionados

Blogs

Madeira: Cultura do Abacateiro – Alerta

Tendo sido observadas na última semana posturas quer do percevejo do abacateiro – Pseudacysta perseae, quer do aranhiço cristalino do abacateiro – Oligonychus perseae e atendendo […]

Notícias florestas

“Toda a árvore tem o seu lugar no sítio certo”

Preocupado, mas otimista. São estes os sentimentos de António Gonçalves Ferreira, presidente da UNAC – União da Floresta Mediterrânica, sobre o estado da […]

Notícias apoios

Caça: PDR 2020 tem 1,5 M€ para recuperação e conservação de espécies cinegéticas

Há mais um apoio ao sector da caça. A entidade gestora do Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 (PDR 2020) tem 1,5 milhões de euros para apoio à […]