Advanced Products Portugal com soluções para apoiar a exportação de vinhos

Advanced Products Portugal com soluções para apoiar a exportação de vinhos

Com as exportações de vinho a baterem valores recorde em 2018, ultrapassando os 800 milhões de euros, e com um crescimento de 3%, a Advanced Products Portugal (APP) reforça a sua aposta neste sector. A empresa especialista em sistemas de manutenção, transporte e armazenamentos de produtos termossensíveis desenvolveu um conjunto de soluções pensadas exclusivamente para melhorar a forma como os grandes e pequenos produtores vitivinícolas nacionais exportam,  com vista a assegurar a qualidade da entrega do seu produto no destino.

Entre as diversas soluções, destaca-se «o inovador sistema Embatuff e as Mantas Térmicas que protegem a carga durante o transporte em contentores de variações abruptas de temperatura e dos efeitos da humidade. De referir ainda que as mantas cumprem os requisitos da Organização mundial de Saúde, da Associação Internacional de Transportes Aéreos e as guidelines do sector (GDP), protegendo contra perigos físicos (chuva, neve e insectos), evitando a condensação e reciclável e ecológica.»

Outros exemplos são os Trolley para vinhos e os Trolley com Monitorização. Os primeiros isolam o vinho de choques abruptos e protege-o de flutuações de temperatura que podem interferir com a qualidade final do produto na chegada ao seu destino. «Os trolleys de monitorização são trolleys de luxo para transporte de vinhos com um porão interno de duas temperaturas, interiores de nogueira, top extraível, com monitorização incorporada, ideal para apresentação em eventos e cliente final.»

De acordo com Manuel Pizarro, CEO da APP, «Portugal é um dos países da União Europeia que mais vinho exporta, pelo que é um segmento de mercado que tem um enorme potencial e onde podemos trabalhar directamente com as empresas vitivinícolas, ajudando-as a encontrar as melhores soluções de gestão da cadeia térmica para as suas necessidades e que assegure que o vinho português chegue aso seus destinos com a sua inegável qualidade inalterada.»

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Combate a fogos. Disponíveis 33 meios aéreos dos 60 previstos
Próximo Frutos secos. Centro Nacional de Competências organiza visita técnica a Itália

Artigos relacionados

Nacional

Autarquia de Boticas atribuiu 13 mil euros em apoios aos produtores pecuários

A Câmara Municipal de Boticas entregou cerca de 13 mil euros em apoios à sanidade animal e produção pecuária no concelho. […]

Últimas

Agroportal cria grupo de Facebook sobre as eleições legislativas de 2019

Adira ao nosso grupo de discussão sobre as notícias da área da
Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural nas Eleições Legislativas de 6 de outubro de 2019 em Portugal. […]

Nacional

Vítimas de Pedrógão Grande com nova líder

A Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande (AVIPG) escolheu este sábado uma nova direção, presidida por Dina Duarte, que encabeçou a única lista concorrente às respetivas eleições. […]