Açores: Corvo vai ter reservatório para reforçar armazenamento de água à agricultura

O secretário Regional da Agricultura e Florestas dos Açores anunciou hoje, 16 de Janeiro, na Assembleia Legislativa, na Horta, que, através da IROA, será construído este ano, no Corvo, um reservatório para reforçar o armazenamento de água para a agricultura, com capacidade para cerca de 100 metros cúbicos.

“Ainda este mês de Janeiro será adjudicada pela IROA a empreitada de construção do reservatório de Entrecancelas, cuja gestão será assegurada pelo município, que é quem gere toda a rede de abastecimento de água para consumo humano e agrícola na ilha”, referiu João Ponte, garantindo que o Governo dos Açores sempre esteve e estará disponível para apoiar o município do Corvo no apoio à melhoria do sistema de abastecimento de água à agricultura.

O governante falava no âmbito da discussão de um Projecto de Resolução do PPM, que foi rejeitado, que recomendava que o Governo Regional, através das entidades por ele tuteladas, assumisse todas as responsabilidades logísticas e financeiras relacionadas com a construção, reparação e manutenção dos reservatórios agrícolas na Ilha do Corvo.

Abastecimento de água à agricultura

João Ponte frisou que “o Governo dos Açores nunca se desresponsabilizou do abastecimento de água à agricultura no Corvo”, tendo vindo a colaborado com a autarquia sempre que foi solicitado, de forma “muito clara e transparente”, apontando o exemplo do apoio à construção de dois reservatórios nos últimos anos.

Garantindo que o Governo Regional está focado no futuro, o titular da pasta da Agricultura afirmou que o Executivo vai continuar a investir na modernização das infraestruturas agrícolas e a trabalhar para disponibilizar água em quantidade e qualidade a todo o sector.

“Muito já foi feito e muito há ainda para fazer no futuro, por isso vamos continuar a trabalhar”, referiu João Ponte, acrescentando que as verbas do próximo Quadro Comunitário de Apoio serão fundamentais e serão aproveitadas para dar “um salto qualitativo em termos de abastecimento de água à agricultura nos Açores”.

Alterações climáticas

João Ponte salientou também que, preocupado com as alterações climáticas, o Governo dos Açores criou uma comissão de acompanhamento e decidiu avançar com um conjunto de estudos a várias ilhas para aferir as necessidades em termos de recursos hídricos do sector agrícola, alguns dos quais já foram entregues, com o objectivo de desenvolver planos de acção específicos, com investimentos concretos para os próximos anos, de modo aproveitar os fundos do próximo quadro comunitário.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Alentejo: De Celeiro a Olival da Nação
Próximo Portugal e Espanha vão avaliar caudais do Tejo em reuniões trimestrais

Artigos relacionados

Nacional

Oficina Técnica de Mecanização

Em colaboração com a Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) e a Escola Superior Agrária de Elvas – IP Portalegre, […]

Nacional

Governo recorda que situação de seca severa ou extrema é determinada pelo IPMA

Em declarações à agência Lusa, proferidas na terça-feira, o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, disse que solicitou ao Governo o reconhecimento do concelho como território em situação de seca severa ou de seca extrema e adiantou que o executivo remeteu para o Ministério da Agricultura, […]

Nacional

Incêndios: Fogo em Castelo Branco em fase de resolução

Segundo a mesma fonte, às 19:10 permaneciam no local 189 operacionais, auxiliados por 52 veículos, para procederem aos trabalhos de consolidação e rescaldo. […]