Abertura de candidaturas no âmbito do Projeto EJP SOIL

Abertura de candidaturas no âmbito do Projeto EJP SOIL

O Programa Conjunto Europeu “EJP SOIL – Rumo a uma gestão sustentável de solos agrícolas inteligente para o clima” compreende 24 países, entre os quais Portugal, comprometidos com o objetivo geral de disponibilizar soluções de gestão sustentável de solos agrícolas, que contribuam para os principais desafios da sociedade, incluindo as alterações climáticas e o abastecimento futuro de alimentos.

  • Apresentação de resumo do projeto e inscrição do coordenador e parceiros até 25 de junho de 2021 13:00 CET (Pré-inscrição)
  • Data de encerramento para propostas em 7 de setembro de 2021

A 25 de Maio 10:00 decorrerá um WEBINAR para esclarecimentos

A abertura deste concurso externo tem por objetivo abordar lacunas de conhecimento na área de sequestro de Carbono Orgânico do Solo (SOC), desenvolvendo opções de gestão do solo que ajudam a proteger os stoques existentes de carbono do solo e armazenar C adicional por meio do sequestro de CO2 da atmosfera.

Outro objetivo é passar das práticas agrícolas que contribuem para a degradação do solo para práticas e métodos mais sustentáveis, para uma produção e um meio ambiente saudável, o que pode ser alcançado aumentando o conhecimento sobre a biodiversidade e entendendo as funcionalidades e interações nos solos.

Os três tópicos em concurso são os seguintes:

  1. Compreender o sequestro de SOC (estabilização, armazenamento e persistência);
  2. Biodiversidade do solo: status e papel nos serviços de ecossistema fornecidos pelos solos;
  3. Abordagens específicas do local ou à escala da paisagem para melhorar a sustentabilidade, resiliência, saúde e produtividade dos solos;

Os consórcios devem incluir pelo menos três parceiros elegíveis (PT incluído). Embora não exista um limite para o número de parceiros, considera-se que idealmente não deverão ser mais de dez parceiros.

Cada consórcio candidato deve ser liderado por um coordenador do projeto, que deve ser de uma organização que seja elegível para financiamento de sua Parte Financiadora. Cada pessoa pode ser apenas coordenador de uma proposta.

A duração mínima do projeto é de 24 meses e a máxima é de 36 meses.

AQUI poderá consultar o AVISO e as condições de financiamento nacional (FCT)

Mais informação no SITE da EJP SOIL.

Fonte: Parceria Portuguesa para o Solo

O artigo foi publicado originalmente em Rede Rural Nacional.

Comente este artigo
Anterior Escola de Pastores com nova edição em 2021
Próximo Formação para Técnicos Superiores PDR2020 - Operação 2.1.1

Artigos relacionados

Últimas

Câmara do Funchal ganha projeto para conservar o Patagarro

A Câmara Municipal do Funchal conseguiu ter acesso a um instrumento financeiro da Comissão Europeia para a execução, atualização e desenvolvimento das políticas e Estratégias […]

Últimas

Alterações climáticas: o que acontecerá à produção mundial de banana?

Os efeitos das alterações climáticas poderão prejudicar significativamente a produção de banana em sete dos países que mais exportam a nível mundial. […]

Nacional

Problemas de água “podem resolver-se com água do Tejo”, mas ‘Projeto Tejo’ fica de fora do PNI 2030

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) acredita que os problemas de água nas regiões do Oeste, Ribatejo e Setúbal podem resolver-se com o aproveitamento da água do Tejo, […]