A Herdade da Comporta já tem novo dono

A Herdade da Comporta já tem novo dono

O consórcio Amorim/Vanguard conclui hoje a compra dos ativos da Herdade da Comporta à Gesfimo, depois da assinatura da escritura relativa à aquisição por 157,53 milhões de euros, anunciou em comunicado.

“O consórcio Vanguard Properties e Amorim Luxury adquiriu hoje à Gesfimo os ativos imobiliários do Fundo da Herdade da Comporta. Estes ativos, denominados Comporta Dunes e Comporta Links, totalizam cerca de 1.380 hectares de área de desenvolvimento e floresta”, lê-se na nota de imprensa.

Segundo o comunicado, “fica, assim, concluído um longo trabalho de negociação e formalização do processo de aquisição que vai permitir o desenvolvimento de toda uma região, criando emprego, oferta turística de altíssima qualidade, tudo num contexto de respeito pela vida, pelos ecossistemas, e pela sustentabilidade futura”.

Na mesma nota, o consórcio vencedor do processo detalha que “a escritura pública foi celebrada nas instalações da Deloitte Consultores, entidade que supervisionou o processo concursal iniciado em agosto de 2018”.

A assinatura esteve marcada para 28 de outubro, mas acabou por ser adiada para hoje, segundo disse nessa altura fonte oficial à agência Lusa. O atraso esteve relacionado com o facto de estarem a ser “finalizados os procedimentos relacionados com as servidões administrativas”, ou seja, limitações em favor de outras entidades, na região, salientou a mesma fonte.

A assembleia-geral de participantes da Herdade da Comporta aprovou em 27 de novembro do ano passado a venda dos ativos da propriedade ao consórcio Amorim/Vanguard. O preço final do negócio foi fixado em 157,526 milhões de euros.

“A aprovação pela assembleia-geral de participantes da venda dos ativos da Herdade da Comporta ao consórcio em que estamos, ao lado da Vanguard Properties, é um passo decisivo num longo processo em que nos envolvemos com empenho e sentido de responsabilidade”, afirmou, na altura, em comunicado a empresária Paula Amorim, que integra o agrupamento.

Um mês antes, em 28 de outubro, a Gesfimo, entidade gestora da Herdade da Comporta, assinou um “contrato promessa de compra e venda” da propriedade com o consórcio Amorim/Vanguard.

Em novembro do ano passado, o consórcio Amorim/Vanguard anunciou, por sua vez, que iria investir mais de mil milhões de euros na Comporta, num prazo de 10 a 15 anos, segundo avançou à Lusa José Cardoso Botelho, ‘managing director’ da Vanguard Properties.

“Nos primeiros cinco anos temos um projeto de investimento na ordem dos 300 milhões de euros, mas o valor global ultrapassará em muito os mil milhões de euros”, adiantou o gestor à Lusa.

José Cardoso Botelho explicou que “um projeto como este nunca durará menos do que 10 a 15 anos, é uma área muito grande, tem que ser feito paulatinamente e adaptado às necessidades”.

O responsável pela área administrativa (‘managing director’) da Vanguard Properties disse ainda que “nos primeiros três anos haverá hotéis e condomínios, emprego e riqueza para a região”, detalhando que, “em termos de construção, [o projeto] não empregará menos de mil pessoas, sendo o trabalho permanente, em cinco anos, de duas a três mil pessoas”.

A Herdade, do universo Grupo Espírito Santo, estava à venda há vários anos.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Anterior Formação - Motosserras e Primeiros Socorros, uma parceria 2BForest/ AFEDV - Arouca - 29 de janeiro
Próximo El Ministerio actualiza el cronograma de trabajo para elaborar el Plan Estratégico de cara a la nueva PAC

Artigos relacionados

Últimas

Fórum de Modernização da Agricultura – 23 de janeiro – Valpaços

O Fórum de Modernização da Agricultura vai realizar-se no Auditório do Pavilhão Multiusos de Valpaços no próximo dia 23 […]

Comunicados

Crédito Agrícola apoia exportação com presença no SISAB

[Fonte: Crédito Agrícola]
De 25 e 27 de Fevereiro no Pavilhão Altice Arena, em Lisboa
Lisboa, 20 de Fevereiro – […]

Últimas

Casa Ermelinda Freitas é o Produtor Europeu de 2019

A Casa Ermelinda Freitas acaba de ser distinguida com o prémio Produtor Europeu do ano 2019. Esta distinção é atribuída anualmente, em Inglaterra, […]