“A Associação quer representar o interesse dos produtores de norte a sul, sem colidir com as associações locais”

“A Associação quer representar o interesse dos produtores de norte a sul, sem colidir com as associações locais”

Rui Silva, ANPM (Associação Nacional de Produtores de Mirtilo) – durante uma palestra organizada pela Revista Voz do Campo em Sever do Vouga.

À medida que forem terminando os cinco anos de apoio aos projetos, muitos produtores irão desaparecer, porque o mercado está cada vez mais apertado. “porque o mercado está cada vez mais apertado (…).

A falta de mão de obra e a drosófila são dois dos principais problemas e muito ligados entre si, porque não colher vai aumentar o nível da praga no pomar e o próprio preço está relacionado com ambas. A solução tem passado pela contratação de mão de obra estrangeira (mais cara que a local).

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior Incêndios: Câmara de Vila Real promove estabilização de área ardida no Alvão
Próximo Cotações – Suínos – Informação Semanal – 29 Julho a 4 Agosto 2019

Artigos relacionados

Nacional

Chamas consumiram quase 24 mil hectares em sete meses

Quase 24.000 hectares foram destruídos pelos incêndios este ano, segundo os dados provisórios avançados pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). […]

Eventos

Incêndios florestais: investigadores apresentam primeiros resultados dos projetos financiados pela FCT em 2017 – 14 de fevereiro – Coimbra

18 projetos de investigação em curso na área da prevenção e combate a incêndios florestais, financiados pela Fundação para a Ciência e a […]

Nacional

Plataforma para ajudar a reflorestar oceanos vai testar métodos na costa portuguesa

[Fonte: O Jornal Económico]
Uma plataforma constituída por biólogos e empresários estão a criar em Portugal uma plataforma para promover a “reflorestação” […]