52-Fresh cria fábrica de transformação de cenouras em Almerim. Mais 183 empregos

A 52-Fresh vai criar uma unidade de transformação de cenouras pequenas para exportação, em Almeirim. Segundo o presidente da Câmara Municipal, Pedro Ribeiro, trata-se de um investimento de 50 milhões de euros que vai criar 183 novos postos de trabalho.

Diz fonte institucional da entidade Gestora do Portugal 2020 (Compete 2020) que a implementação desta nova unidade permitirá “produzir snacks saudáveis, entre os quais embalagens de várias dimensões contendo cenouras bebé de elevada qualidade”, com um investimento total de 49,856 milhões de euros, a que corresponde um investimento elegível de 48,8 milhões de euros e um incentivo reembolsável de 12,2 milhões.

Contrato assinado a 25 de Junho

A empresa de preparação e conservação de frutos e de produtos hortícolas, assina esta terça-feira, 25 de Junho, às 9 horas, um contrato com a Aicep — Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, que prevê o arranque desta unidade produtiva.

O contrato com a Aicep insere-se no âmbito de programas de incentivos fiscais e financiamento, nomeadamente o Compete 2020. A cerimónia de assinatura contará com a presença do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias.

4 anos de negociações

“Este é um dossier que tenho acompanhado e que tem mais de 4 anos. Algo que começou por ser apenas uma possibilidade. Um local entre vários países. Passo a passo fomos criando as condições para que o investimento fosse uma realidade. Para além dos empregos directos esta unidade agroindustrial vai ser muito importante para a agricultura criando novos mercados e abrindo o leque a novas culturas diversificando assim a oferta”, explica o presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior E se viver no campo fosse uma tendência?
Próximo Um Partido da Agricultura? - Carlos Neves

Artigos relacionados

Últimas

Territórios: gerir o declínio, promover a diferença ou alimentar a demagogia? – Manuel Brandão Alves

Criado o Ministério da Coesão e designada a sua responsável, a professora Ana Abrunhosa, vale a pena interrogarmo-nos sobre o que daí podemos esperar. […]

Últimas

“Portugal Sou Eu” lança apelo ao consumo de produtos nacionais

A campanha do programa “Portugal Sou Eu” de sensibilização dos consumidores para procurarem produtos e serviços, que geram valor […]

Últimas

Fundação AIP leva uma dezena de empresas à Summer Fancy Food em Nova Iorque

À semelhança de anos transactos, a Fundação AIP volta a organizar o stand de Portugal na mais importante feira dos Estados Unidos da América dedicada ao sector da alimentação, […]