5 explorações disponíveis para empreendedores que queiram desenvolver um projeto pecuário diferenciador

5 explorações disponíveis para empreendedores que queiram desenvolver um projeto pecuário diferenciador

O Banco de Terras para Pastores conta já com explorações disponíveis para arrendamento.  Há 5 explorações à espera de nova atividade. É a oportunidade para quem quiser iniciar um projeto pecuário diferenciador que integre a produção de um queijo único: Queijo da Beira Baixa DOP. Em breve vão ser realizadas visitas aos terrenos, para as quais os interessados devem inscrever-se até ao dia 15 de outubro. Trata-se de uma iniciativa da APQCB (Associação dos Produtores de Queijo de Castelo Branco) que visa facilitar o acesso à terra a novos empreendedores e estimular a produção de leite para a fabricação de Queijo da Beira Baixa DOP.

O primeiro passo já está dado, há uma Banco de Terras para Pastores na Beira Baixa. Agora a chamada é para empreendedores que queiram apostar num projeto pecuário de ovinicultura e/ou capricultura para a produção de leite para fabricação de Queijo da Beira Baixa DOP. Há cinco explorações disponíveis, nos concelhos de Fundão, Castelo Branco e Vila Velha de Rodão.

A iniciativa visa estimular produção de leite para fabricar Queijo da Beira Baixa DOP. Para o efeito, para integrarem este Banco de Terras, os empreendedores devem cumprir alguns requisitos, tais como, “exercer ou vir a exercer a atividade da pastorícia- ovinicultura e/ou caprinicultura nos terrenos alvo de arrendamento” e estar “disposto a produzir leite de ovelha de raça Merina ou outras raças de ovelhas adaptadas à região e/ou leite de cabra de raça Charnequeira ou outras raças de cabras adaptadas à região em conformidade com caderno de especificações do Queijo da Beira Baixa DOP”.

A APQCB irá promover visitas a todos os terrenos. Os interessados devem agendar a sua visita, sem compromisso, até ao dia 15 de outubro. Basta para isso enviar um email para o endereço: [email protected] com os seguintes elementos: nome, contacto, número de contribuinte, data de nascimento, morada, naturalidade e indicação das explorações que pretende visitar. As visitas vão decorrer entre os dias 23 e 25 de outubro.

Depois das visitas aos terrenos, caso os empreendedores pretendam avançar, devem formalizar a sua intenção até ao dia 31 de outubro, através do preenchimento da Ficha de Candidatura ao Arrendamento de Terrenos, com a ordem de preferência dos terrenos, que deverá ser enviada para o mesmo endereço eletrónico.

Para mais informações os interessados devem consultar o Aviso de Abertura para Candidaturas de Atribuição de Explorações Agropecuárias (Aviso Nº1/2021) que está disponível no webiste dos Queijos Centro de Portugal.

O Banco de Terras para Pastores é uma iniciativa inserida no “Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro”, cofinanciado pelo CENTRO2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Comente este artigo
Anterior Peça da Visão é a grande vencedora da 5ª edição do prémio Centro Pinus de Jornalismo Florestal
Próximo Obra de emparcelamento agrícola do Vale do Pranto espera decisão do Governo

Artigos relacionados

Eventos

Sessão de esclarecimento: Plano Integrado de Gestão de Fogos Rurais – 3 de fevereiro – Lisboa

O Conselho Diretivo Nacional da Ordem dos Engenheiros (OE), através dos seus Conselhos Nacional e Regionais do Colégio de Engenharia […]

Últimas

Fenareg propõe medidas de mitigação dos efeitos da seca na agricultura

A Fenareg (Federação Nacional de Regantes de Portugal) propôs na Audição da Comissão Parlamentar de Agricultura e Mar, […]

Últimas

Feira digital acrescenta vinhos ao queijo DOP por mais 15 dias

A primeira Feira Digital do Queijo DOP, alargada até 15 de Maio, passa a incluir vinhos diversos produzidos na região Centro, anunciaram hoje os […]