Garantido alimento para as colmeias sobreviventes aos incêndios

Garantido alimento para as colmeias sobreviventes aos incêndios

Os apicultores das zonas afetadas pelos incêndios podem, a partir de dia 15 de novembro, recorrer a ajudas para alimentação das colmeias localizadas nas áreas ardidas e cuja sobrevivência se encontra ameaçada. A Federação Nacional dos Apicultores de Portugal (FNAP) estima que estejam nesta situação um efetivo de 110.615 colmeias.

Na sequência dos incêndios ocorridos em 2017, a FNAP e as organizações de apicultores suas filiadas, têm vindo alertar para a necessidade de apoiar as explorações apícolas das zonas afetadas, cujo futuro se encontra ameaçado, devido às perdas de efetivo e à escassez de pastagem que se fará sentir até ao início da Primavera seguinte.

Consequência do acompanhamento desta situação pelo Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Florestas, foi assegurado o fornecimento de 100 toneladas de açúcar para alimentar as colmeias localizadas nas áreas ardidas e cuja sobrevivência se encontra ameaçada. Esta medida de apoio foi anunciada na passada terça-feira pelo Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Floretas, Eng. Miguel Freitas, na Sessão de Abertura do X Encontro de Apicultura do Algarve, e confirmada pelo Sr. Ministro da Agricultura, Dr. Luis Capoulas Santos em entrevista dada na quinta-feira, onde também realçou a importância da apicultura enquanto atividade económica fulcral para o desenvolvimento das zonas rurais, mas também como atividade potenciadora da regeneração natural da flora e dos habitats das áreas afetadas pelos incêndios.

O exaustivo levantamento feito pelas organizações de apicultores locais permitiu identificar 2.245 explorações cujo futuro se encontra ameaçado total ou parcialmente, no que totaliza um efetivo de 110.615 colmeias.

A partir de dia 15 de novembro, podem estes apicultores contactar com a organização de apicultores local, de forma a receber este apoio essencial para a sobrevivência da sua exploração, bem como para o furo do sector apícola nacional.

Mais informações: www.fnap.pt

Comente este artigo
Anterior Afrucat: España debe reducir un 15 % la superficie de melocotoneros y nectarinas
Próximo Tertúlias do Montado na Herdade da Mitra -15 de Novembro - Évora

Artigos relacionados

Últimas

A lógica do cluster foi determinante

[Fonte: Jornal de Negócios]

O agroalimentar é o terceiro setor em termos de exportações e o segredo esteve “na crise”, revela Amândio Santos, presidente da Portugal Foods. “O setor estava muito fechado e confortável com o mercado interno e as empresas não olhavam para os mercados externos como alavanca e pensamento para as estratégias no futuro”, […]

Últimas

Conversas de Agricultura chegam a Castelo Branco

[Fonte: Voz do Campo]
É no próximo dia 26 de fevereiro que a Agrogarante – Sociedade de Garantia Mútua, S.A. –  organiza o Fórum “Conversas de Agricultura ” em Castelo Branco, no CEI – Centro de Empresas Inovadoras.
Inovação e Competitividade será o tema principal levado a debate num programa com início marcado para as 14.45, […]

Últimas

MIRTILO. “Com uma estratégia concertada poderíamos criar uma fileira de muito valor”

[Fonte: Voz do Campo]

O VIII Encontro Nacional de Produtores de Mirtilo realiza-se na cidade de Viseu nos próximos dias 15 e 16 de março. A encabeçar a organização está a Acegrow, empresa que apesar de jovem (criada em 2016) já […]