Garantido alimento para as colmeias sobreviventes aos incêndios

Garantido alimento para as colmeias sobreviventes aos incêndios

Os apicultores das zonas afetadas pelos incêndios podem, a partir de dia 15 de novembro, recorrer a ajudas para alimentação das colmeias localizadas nas áreas ardidas e cuja sobrevivência se encontra ameaçada. A Federação Nacional dos Apicultores de Portugal (FNAP) estima que estejam nesta situação um efetivo de 110.615 colmeias.

Na sequência dos incêndios ocorridos em 2017, a FNAP e as organizações de apicultores suas filiadas, têm vindo alertar para a necessidade de apoiar as explorações apícolas das zonas afetadas, cujo futuro se encontra ameaçado, devido às perdas de efetivo e à escassez de pastagem que se fará sentir até ao início da Primavera seguinte.

Consequência do acompanhamento desta situação pelo Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Florestas, foi assegurado o fornecimento de 100 toneladas de açúcar para alimentar as colmeias localizadas nas áreas ardidas e cuja sobrevivência se encontra ameaçada. Esta medida de apoio foi anunciada na passada terça-feira pelo Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Floretas, Eng. Miguel Freitas, na Sessão de Abertura do X Encontro de Apicultura do Algarve, e confirmada pelo Sr. Ministro da Agricultura, Dr. Luis Capoulas Santos em entrevista dada na quinta-feira, onde também realçou a importância da apicultura enquanto atividade económica fulcral para o desenvolvimento das zonas rurais, mas também como atividade potenciadora da regeneração natural da flora e dos habitats das áreas afetadas pelos incêndios.

O exaustivo levantamento feito pelas organizações de apicultores locais permitiu identificar 2.245 explorações cujo futuro se encontra ameaçado total ou parcialmente, no que totaliza um efetivo de 110.615 colmeias.

A partir de dia 15 de novembro, podem estes apicultores contactar com a organização de apicultores local, de forma a receber este apoio essencial para a sobrevivência da sua exploração, bem como para o furo do sector apícola nacional.

Mais informações: www.fnap.pt

Comente este artigo
Anterior Afrucat: España debe reducir un 15 % la superficie de melocotoneros y nectarinas
Próximo 40 milhões de garrafas vendidas em 2017 marca novo recorde para Região dos Vinhos de Lisboa

Artigos relacionados

Nacional

UE lança código de boas práticas de higiene na produção de frutos e hortícolas

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Comissão Europeia publicou um documento de orientação de boas práticas de higiene na produção primária de frutos e produtos hortícolas frescos. Embora se destine a prestar assistência prática aos produtores, pode igualmente ser utilizado por inspectores oficiais durante as suas auditorias. […]

Últimas

Cotações – Suínos – Informação Semanal – 22 a 28 Maio 2017

[Fonte: Agricultura e Mar]
Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Registou-se um pequeno acréscimo das cotações médias nacionais do porco classe E e do porco classe S em relação à semana anterior, +1 cêntimo / Kg, em ambos os casos; […]

Últimas

II Jornadas Técnicas sobre sistemas de apoio à decisão na agricultura de regadio

[Fonte: ffl revista]

Organizadas pela EDIA, realizam-se no próximo dia 12 de Dezembro, a partir das 10h, no seu auditório em Beja, as II Jornadas Técnicas sobre Sistemas de Apoio à Decisão na Agricultura de Regadio.
A agricultura de regadio é hoje uma actividade complexa que requer informação e ferramentas de apoio que permitam ao regante realizar a sua actividade de forma sustentável. […]