1º Congresso Ibérico do Milho realiza-se em fevereiro

1º Congresso Ibérico do Milho realiza-se em fevereiro

A Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal (Anpromis) e a Associação Geral dos Produtores de Milho de Espanha (Agpme) realizam nos próximos dias 13 e 14 de fevereiro, no Altis Grand Hotel, em Lisboa, o ‘1º Congresso Ibérico do Milho’.

O evento irá reunir 600 agricultores e técnicos na cidade de Lisboa para debater alguns dos temas mais relevantes sobre aquela que é uma das mais importantes culturas semeadas na Península Ibérica.

“Os inúmeros desafios que se colocam aos produtores ibéricos tornam a partilha de estratégias uma prioridade que importa abraçar em prol da competitividade da agricultura dos nossos dois países (…) Durante esta iniciativa, serão abordados por reconhecidos especialistas, alguns dos principais temas que mais afetam a produção de milho nos nossos dois países”, explica a organização numa nota enviada às redações.

Em debate estarão questões como:

  • A importância da agricultura na coesão do território
  • Milho e desenvolvimento na Península Ibérica, uma perspectiva histórica
  • Inovação: que desafios para as próximas décadas?
  • A competitividade da produção de milho nos países do sul da Europa
  • Alterações climáticas: como nos adaptarmos a esta nova realidade?
  • Que política agrícola comum pós-2020?

Entre os oradores convidados destaque para a presença de Marta Betanzos Roig (Embaixadora de Espanha em Lisboa), Cristina Lobillo Borrero (Chefe de Gabinete do Comissário Europeu para a Acção Climática e Energia), Jorge Coelho (ex-Ministro do Equipamento Social e membro do “Movimento pelo Interior”), João Ferreira do Amaral (Professor do Iseg-Ul), Elvira Fortunato (Vice-Reitora da Universidade NOVA de Lisboa), Jennifer Clever (Adida para Assuntos Agrícolas para Espanha e Portugal, Usda), João Pacheco (Think-Tank Farm Europe), Eduardo Oliveira e Sousa (Presidente da Cap), Pedro Barato (Presidente de Asaja, Espanha), Fernando Miranda (Secretário-Geral do Mapa) e Luís Capoulas Santos (Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural).

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Casa Ferreirinha e Sandeman distinguidas internacionalmente pela sustentabilidade
Próximo Agricultores do Alto Alentejo "apreensivos" por falta de chuva

Artigos relacionados

Últimas

Importação – Animais vivos e produtos germinais

Importações de animais vivos e de produtos germinais do Reino Unido (RU) (exceto Irlanda do Norte) para a União Europeia (UE)
–  […]

Últimas

Apicultores do Norte alertam para quebras na produção de mel devido à vespa asiática

A invasão da vespa asiática tem causado quebras de 40 a 50% na produção de mel, o aumento das despesas de manutenção dos apiários e a diminuição da polinização, adiantou […]

Últimas

Oferta de emprego – Gestor Produto – Engenheiro Agrónomo – Alentejo

Somos uma empresa pertencente ao grupo AGRIS, é uma empresa especializada na venda de fatores de produção agrícola e de serviços de consultoria, e pretende admitir para reforço da sua […]