Webinar: Cultivar o futuro: Os desafios do sistema alimentar em contexto europeu – 4 de setembro

Webinar: Cultivar o futuro: Os desafios do sistema alimentar em contexto europeu – 4 de setembro

Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial, e José Carlos Caldeira, Administrador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência, são os convidados do próximo webinar do CULTIVAR.

“Cultivar o futuro: Os desafios do sistema alimentar em contexto europeu” é o tema do próximo webinar organizado pelo projeto CULTIVAR, que se realiza no dia 4 de setembro, pelas 17h00, via YouTube. A iniciativa insere-se no ciclo de webinars temáticos “Cultivar Diálogos, Construir Caminhos” e pretende abordar a transformação em curso da agricultura e o papel impulsionador da Europa e dos financiamentos comunitários. Conta com a participação de Ana Abrunhosa, Ministra da Coesão Territorial, e José Carlos Caldeira, Administrador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC). A participação é gratuita.

De acordo com Helena Freitas, professora universitária e coordenadora do CULTIVAR, “o modelo agrícola dominante na Europa e em Portugal é em larga medida dominado pela agricultura dita convencional, apoiada em parte em soluções de base química e numa má gestão dos solos, da biodiversidade e da água. Mas são cada vez mais evidentes os limites deste modelo, que são insustentáveis do ponto de vista económico, ecológico e ambiental”.

A especialista na área da Biodiversidade e Ecologia alerta “que os sistemas agrícolas dominantes acumulam uma excessiva carga ambiental em nutrientes e pesticidas, sendo uma parte associada à pecuária. Na Europa, mais de metade dos solos agrícolas são para produzir alimento para animais e a pecuária compete por solos aráveis escassos e de alta qualidade em todo o mundo”. E acrescenta que “não será possível aumentar a produção de alimentos e rações sem comprometer as metas de desenvolvimento sustentável da ONU, pelo que a produção animal terá necessariamente que ser muito fortemente reduzida”.

Por outro lado, “serão necessários novos desenvolvimentos tecnológicos de forma a que as máquinas e outras tecnologias de uso do solo permitam projetar novos sistemas de produção agrícola que sejam eficientes em recursos, resilientes e ecologicamente apropriados”.

Helena Freitas não tem dúvida de que “os sistemas agroflorestais e os sistemas de produção urbana (horticultura urbana, agricultura e silvicultura) vão evidentemente adquirir maior relevância no futuro”. Mas será que a estratégia europeia e o próximo quadro financeiro apoiam esta transformação? Em que medida? A agricultura nacional está preparada para este desafio? E as estruturas de ensino e I&D estão igualmente preparadas? O que se pode fazer mais? E a agenda digital terá este setor como prioritário? E o desenvolvimento tecnológico pode ajudar? O próximo webinar do CULTIVAR pretende lançar a discussão em torno destas questões.

O projeto CULTIVAR tem como missão responder aos desafios que as fileiras do setor Agroalimentar da Região Centro enfrentam, nomeadamente caracterizar, conservar e valorizar os recursos genéticos endógenos regionais em zonas de baixa densidade, através de uma estratégia de desenvolvimento territorial, promovendo e consolidando a colaboração entre instituições de ciência, tecnologia e ensino superior e o cluster Agroalimentar. É cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Este ciclo de webinars conta com o apoio do Centre for Functional Ecology – Science for People & the Planet da Universidade de Coimbra.

→ Aceda aqui ao evento ←

Comente este artigo
Anterior UÉ descobre nova espécie de planta
Próximo Fruit Logistica 2021 - 3 a 5 de fevereiro - Berlim

Artigos relacionados

Últimas

Portugal no top 5 dos países da UE com mais verbas de Bruxelas para investimento

Com o Plano Juncker, até agora, são 952 mil as startups e pequenas e médias empresas que beneficiam de melhor acesso ao financiamento para investir. […]

Nacional

Herbicidas com desmedifame proibidos. Usados em beterraba sacarina

Os herbicidas com a substância activa desmedifame estão proibidos. A decisão é da Comissão Europeia e o Regulamento entra em vigor no dia 1 de Julho de 2019. […]

Notícias florestas

Investigadores criam e testam tecnologia de deteção de incêndios a partir de aeronaves

Investigadores estão a desenvolver um projeto científico que consiste em identificar incêndios a partir de sensores e imagens recolhidas por câmaras […]