UE/Presidência: PE confiante num acordo sobre a política agrícola mas pede mais flexibilidade

UE/Presidência: PE confiante num acordo sobre a política agrícola mas pede mais flexibilidade

O presidente da Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu, Norberty Lins, disse hoje estar otimista quanto à conclusão da reforma da Política Agrícola Comum (PAC) na presidência portuguesa, mas apelou para maior flexibilidade do Conselho”.

“Depois da boa atmosfera de hoje, estou otimista que podemos concluir as negociações da reforma da PAC ainda com Maria do Céu Antunes como nossa parceira de negociação no Conselho”, disse, acrescentando que “o Conselho terá de nos mostrar mais flexibilidade nas próximas semanas para que possamos avançar rapidamente”.

Num comunicado divulgado no final de um ‘super trílogo’ em que estiveram em discussão entre os colegisladores os três regulamentos que compõem a PAC: o dos planos estratégicos, o da governação horizontal – financiamento, gestão e acompanhamento da PAC -, e o da organização comum do mercado de produtos agrícolas, Lins reconheceu que houve “progressos” nas negociações.

Os próximos trílogos, que juntam representantes das três instituições – Comissão Europeia, Conselho e Parlamento – estão marcados para 16 de abril (planos estratégicos), 21 de abril (organização comum do mercado) e 23 de abril (governação horizontal).

Comente este artigo
Anterior PSD lamenta transferência de competências dos animais de companhia
Próximo Live: Ministra da Agricultura faz balanço do Supertrílogo

Artigos relacionados

Últimas

Prémio Intermarché Produção Nacional abre candidaturas

As candidaturas à 6ª edição do Prémio Intermarché Produção Nacional estão a decorrer até ao próximo dia 15 de julho nas categorias de Produção Primária, […]

Últimas

Rei dos cogumelos vai fechar uma fábrica e dispensar 100 pessoas

O grupo Sousacamp, que vai passar para as mãos de uma capital de risco após o Novo Banco e o Crédito Agrícola perdoarem 35 milhões […]

Nacional

Vacas para produção de carne são as que mais produzem metano em Portugal

Cerca de 43% do metano emitido em Portugal vem da agropecuária e são as vacas para consumo de carne que mais emitem. […]