Tempestade Atlântica afetará o continente. Risco de cheias na Madeira.

Tempestade Atlântica afetará o continente. Risco de cheias na Madeira.

” A partir de dia 17 um sistema de baixas pressões muito activo irá trazer mau tempo aos Açores e Madeira, ao longo da semana a tempestade chegará também ao continente. “

— Tempestade atlântica nos Açores e Madeira. Potencial para tempo severo.

A partir do Sábado dia 17 teremos a descida de latitude de uma perturbação polar vinda do Atlântico norte, esta deverá depois interagir com a circulação subtropical na região entre os Açores e a Madeira.
A interacção da perturbação polar com o ar mais quente e energético das latitudes subtropicais, deverá promover a formação de um sistema de baixas pressões dinâmico, intenso e que afectará, os arquipélagos, durante alguns dias.

Este sistema deverá gradualmente aproximar-se do continente, embora o prognóstico ainda seja complexo, teremos uma tendência geral para agravamento das condições a partir da tarde de 2ª feira ou madrugada de 3ª feira.

Esperamos, ocorrência de chuva intensa, localmente excessiva.

Na Madeira, a precipitação intensa irá afectar também as vertentes sul. Atenção à possibilidade de cheias rápidas, inclusivamente em áreas de elevada densidade populacional em torno ao Funchal.

Nos Açores, os grupos central e oriental serão os mais afectados pela chuva.

No continente esperamos também precipitação significativa. Ainda não é possível detalhar precisamente os locais mais afetados, dado existir ainda inconsistência entre os cenários simulados, mas temos potencial claro para acumulados localmente superiores a 100 litros por metro quadrado em 24h, com risco de cheias rápidas em meio urbano e pequenas bacias hidrográficas.

Atenção à possibilidade de ocorrência de trovoadas localmente fortes, com granizo, vento forte e picos significativos de precipitação em pouco espaço de tempo.

O vento também será intenso, com rajadas que poderão superar os 100km/h nomeadamente à passagem de linhas de instabilidade mais activas.

Atenção também ao estado do mar que poderá dificultar as ligações marítimas e causar alguns problemas na orla costeira. As ondas poderão superar os 5m.

Este sistema de baixa pressão deverá ficar vários dias na proximidade das ilhas, e poderá adoptar gradualmente algumas características tropicais/subtropicais.

Do ponto de vista dos impactos, o significado disto, neste momento, prende-se com o facto destes sistemas em transição tropical tenderem a potenciar a ocorrência de chuva e vento mais fortes e persistentes do que os ciclones clássicos das latitudes médias e altas.

” Chuva com risco de inundações,trovoadas localmente intensas e muito vento deverão afetar o território durante alguns dias. O estado do mar irá também apresentar-se mais alterado. “

Ar tropical carregado de humidade deverá entrar pela Madeira e estender-se até ao território continental.

—Alguns dias de chuva, mas ainda muita incerteza.

Há ainda bastante incerteza no prognóstico de evolução desta tempestade atlântica, alguns modelos simulam uma progressão mais rápida para leste, enquanto que outros simulam uma progressão mais lenta. Também há alguma inconsistência em relação ao posicionamento exato das áreas de instabilidade mais activas, o seu comportamento e até possibilidade de ciclogéneses secundárias.

O carácter gradualmente mais convectivo/subtropical desta depressão também poderá acrescentar incerteza dado que os fenómenos associados à convecção costumam ser de difícil prognóstico por induzirem alterações na estrutura termodinâmica da troposfera.

Resumidamente, teremos de ir acompanhando dia-a-dia esta situação de modo a entender o que se irá passar com maior detalhe… no entanto esta é uma situação com algum risco potencial, pelo que se aconselha a tomada de todas as precauções que geralmente se aconselham em qualquer situação de mau tempo normal.

Um ponto muito positivo no meio disto tudo é que temos aqui possibilidade para ter um alivio bastante generalizado da situação de seca, dado que segundo alguns cenários, é possível que esta situação de chuva se prolongue até ao final da semana.

Algumas linhas de instabilidade mais activas poderão trazer vento muito forte, como é o caso deste cenário simulado para o norte do continente e Galiza na tarde de dia 19.

O artigo foi publicado originalmente em BestWeather.

Veja a previsão do tempo e a melhor altura para pulverizar na nossa página de Meteorologia powered by Syngenta.

Comente este artigo
Anterior InovTechAgro - Centro Nacional de Competências para a Inovação Tecnológica do Sector Agroflorestal
Próximo São Pedro nos valha - João Adrião

Artigos relacionados

Dossiers

Previsão período alargado – 3 ago. a 30 ago. 2020

Precipitação total com valores abaixo do normal e temperatura média semanal com valores acima do normal […]

Nacional

Estado está a fazer “o possível” para ser exemplo na limpeza da floresta – ministro

O ministro da Agricultura afirmou hoje, em Benavente, que o Estado está a fazer “o que é possível” para ser “exemplo” […]

Cotações PT