Luís Seabra, presidente da Associação de Agricultores do Ribatejo. Paulo Constantino, dirigente do movimento proTEJO Tejo já parece um ribeiro e avizinham-se problemas para a ecologia e agricultura

Tejo já parece um ribeiro e avizinham-se problemas para a ecologia e agricultura

ProTEJO e Associação de Agricultores do Ribatejo lamentam enorme dependência das barragens espanholas e estão preocupados com a diminuição cada vez maior dos caudais, numa altura em que Espanha promete cumprir os caudais mínimos, mas diz não poder ir além disso.

O que se passa com o rio Tejo já pode ser considerado um desastre ambiental porque os caudais tão baixos já quase que permite atravessá-lo a pé entre margens e está perto de se transformar num ribeiro. A crítica é de Paulo Constantino, do movimento Protejo, que afirma que o Governo está atirar areia para os olhos dos portugueses sublinhando que a divisão do caudal mínimo semanal com Espanha não resolve o problema de escassez e volatilidade de caudais. O presidente da Associação de Agricultores do Ribatejo, Luís Seabra, sublinha que a região e o país está dependente de Espanha por falta de capacidade de armazenamento, o que tem impactos ecológicos e na agricultura.

As críticas surgem depois da informação de que as autoridades espanholas estão disponíveis para distribuir para o rio Tejo o caudal mínimo semanal acordado entre os dois países de forma o “mais uniforme possível”, uma pretensão de Portugal. Mas também avisam que não podem fazer mais do que isso porque as barragens do país […]

Continue a ler este artigo em O Mirante.

Comente este artigo
Anterior Escasa oferta y ventas animadas de corderos pequeños
Próximo Tratores na rua, mais uma vez! - Carlos Neves

Artigos relacionados

Últimas

Alijó cria Centro Interpretativo dedicado ao azeite duriense

O Município de Alijó vai avançar com a criação de um centro interpretativo designado “D’Olival ao Azeite D’Ouro”, em Castedo do Douro. […]

Nacional

Dias de campo sobre agricultura de precisão no Ribatejo e Alentejo

Está de volta o evento PRECISAMENTE. Nos dias 12 de Setembro, no Porto Alto, e 19 de Setembro, em Beja, a TERRAPRO vai demonstrar que a Agricultura de Precisão é acessível e fácil de aplicar em qualquer exploração agrícola e permite ser mais eficiente com menos recursos. […]

Nacional

Presença conjunta da Portugal Fresh na Fruit Logistica com 500 m2

Na edição de 2019 da Fruit Logistica, a Portugal Fresh – Associação para a Promoção dos Legumes, Frutas e Flores de Portugal vai promover, […]