Subida de temperatura no início do mês de julho

Subida de temperatura no início do mês de julho

A partir de dia 3 de julho (sexta-feira), prevê-se uma subida significativa dos valores de temperatura, em especial da máxima. Esta situação de tempo seco e quente deverá manter-se até meados da próxima semana, prevendo-se uma ligeira descida de temperatura no dia 7 (terça-feira). O pico de temperatura deverá ser atingido nos dias 5 e 6 de julho (domingo e segunda-feira).

Assim, prevê-se para domingo valores da temperatura máxima a variar aproximadamente entre 30 e 34°C na generalidade do território, com valores ligeiramente inferiores junto à faixa costeira (entre 28 e 30°C) e a variar entre 34 a 39°C nas regiões do interior. Em alguns locais, como por exemplo no nordeste Transmontano, vale do Douro, vale do Tejo e no interior do Alentejo os valores da temperatura máxima podem aproximar-se de 40 a 42°C.

Na noite de sábado para domingo, prevê-se também uma pequena subida da temperatura mínima que deverá variar entre 15 e 24°C, em especial nas regiões do interior Centro e na região Sul.

O vento soprará fraco a moderado (até 30 km/h) predominando de noroeste, sendo mais intenso dia 3, soprando por vezes forte (até 40 km/h) na faixa costeira ocidental e nas terras altas, com rajadas até 65 km/h. A partir de dia 4, o vento predominará do quadrante leste nas terras altas do interior Norte e Centro onde soprará por vezes forte durante a noite e manhã.

Esta subida de temperatura deve-se à advecção de uma massa de ar quente e seco proveniente do norte de África, associada a um fluxo de leste sobre a Península Ibérica na circulação do anticiclone localizado na região dos Açores, que se estende em crista até ao Golfo da Biscaia, e de uma depressão centrada a sul da península.

Previsão elaborada a 2 de julho de 2020.

Fique atento ao risco de incêndio e às restrições, estamos no período crítico de 1 de julho a 30 de setembro de 2020

Comente este artigo
Anterior VITIS - Prorrogação de prazos - Reestruturação e reconversão de vinhas - Campanha 2018-2019
Próximo Los precios de la almendra se han desplomado en el último año, salvo los de la ecológica

Artigos relacionados

Nacional

Agrogarante leva Fórum “Conversas de Agricultura” a Beja

A Agrogarante – Sociedade de Garantia Mútua, S.A. volta a organiza o Fórum “Conversas de Agricultura”, desta vez em Beja, no próximo dia 18 de setembro, […]

Últimas

CNA e lesados pelos javalis reúnem-se com presidente do ICNF

Uma delegação da CNA — Confederação Nacional da Agricultura, suas filiadas e lesados pelos javalis e outros animais selvagens da zona centro do País, […]

Vídeos

Olivum – «O olival no Alqueva sequestra carbono equivalente às emissões de Beja e Évora»

Olivum- «O olival no Alqueva sequestra carbono equivalente às emissões de Beja e Évora» […]