Serrão Santos pede Europa atenta a desafios sociais e ecológicos

Serrão Santos pede Europa atenta a desafios sociais e ecológicos

O eurodeputado do PS Ricardo Serrão Santos, eleito pelos Açores, pediu este sábado que nas eleições europeias de maio se procure chegar a uma Europa de “agenda progressista”, com atenção aos “desafios sociais” mas também ecológicos.

“A Europa precisa de uma agenda progressista, onde se entende que os desafios sociais e os desafios ecológicos são parte integrante da mesma luta pela justiça. Isso significa que temos que identificar como fazer progredir os sistemas sociais, incluindo os sistemas tributários, a par da preservação do património natural de suporte à vida: clima, ecossistemas, biodiversidade”, declarou o eurodeputado.

Serrão Santos falava em Ponta Delgada, nos Açores, numa das convenções regionais do PS realizadas antes de, em 16 de fevereiro, ser anunciado o cabeça de lista socialista às eleições europeias a realizar em maio.

Na defesa da agenda dos Açores, declarou o parlamentar europeu, “há que reconhecer que os impactos no ambiente, na agricultura, nas pescas não se conformam com fronteiras políticas e que as respostas, para serem eficazes, devem ser conduzidas por preocupações e soluções articuladas”.

Nesse sentido, sublinhou, uma agenda em defesa do futuro dos Açores “deve reencontrar-se e ligar-se com a agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e na realização dos seus objetivos”.

E concretizou: “A via para o desenvolvimento sustentável tem que ser um compromisso que leve muito a sério os contrastes entre regiões e países. As regiões mais em risco de impactos, no ambiente, na economia, no emprego são aquelas que menos contribuíram para o novo estado do planeta. Por isso mesmo, as regiões insulares mais isoladas são discriminadas positivamente no contexto da agenda da década das Nações Unidas”.

Serrão Santos foi eleito pela primeira vez para o Parlamento Europeu nas eleições de 2014.

A convenção que decorre esta tarde em Ponta Delgada conta com o líder do PS a nível nacional, António Costa, e a nível regional, Vasco Cordeiro.

O artigo foi publicado originalmente em Açoriano Oriental.

Comente este artigo
Anterior Gigante dos drones pode ter prejuízos de 150 milhões com fraudes
Próximo Governo limita fracionamento de terras para acabar com “floresta caótica”

Artigos relacionados

Últimas

Federação dos Agricultores alentejanos reclama medidas de combate à seca

As situações de seca extrema no Alentejo infelizmente são recorrentes, e este ano não é excepção. A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo – FAABA vem mais uma vez solicitar medidas de apoio de modo a mitigar os prejuízos causados. […]

Últimas

Larga es la espera


Larga está siendo la espera en lo del Brexit. Hay un acuerdo para una salida ordenada del Reino Unido de la UE entre Bruselas y Londres, […]

Últimas

2º Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas realiza-se a 3 de junho

No próximo dia 3 de junho, a Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS) recebe o ‘2º Colóquio sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas’, […]