Seminário sobre os GO de Investigação Aplicada ao Sobreiro

Seminário sobre os GO de Investigação Aplicada ao Sobreiro

[Fonte: Voz do Campo]

O Centro de Competências do Sobreiro e da Cortiça (CCSC) irá promover no próximo dia 30 de maio (14h30-17h00), integrado na edição 2019 da FICOR – Feira Internacional da Cortiça, em Coruche, um Seminário sobre os Grupos Operacionais de Investigação Aplicada ao Sobreiro, onde se pretende apresentar os projetos, os objetivos e resultados preliminares já existentes.

Aberto ao público em geral, o seminário será principalmente direcionado aos Produtores Florestais da região tendo por objetivo promover a discussão e a reflexão sobre os projetos a decorrer, estabelecendo sinergias com os restantes grupos operacionais presentes.

Comente este artigo

O artigo Seminário sobre os GO de Investigação Aplicada ao Sobreiro foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior Madeira recebe cinco milhões de euros para promover políticas ativas de emprego
Próximo Sessão de esclarecimento: Florestas – Pragas, Doenças e controle cinegético

Artigos relacionados

Últimas

Agricultores entre as novas profissões de residente não habitual a pagar menos IRS

[Fonte: O Jornal Económico]

A nova tabela de profissões, publicada hoje em Diário da República, deixa de incluir os arquitetos, designers ou geólogos e acrescenta-lhe várias atividades que não estavam contempladas inicialmente, quando este regime fiscal, que permite que os rendimentos de trabalho paguem uma taxa de IRS de 20%, […]

Últimas

Eurodeputados vão debater incêndios em Portugal e Espanha

A conferência de presidentes do Parlamento Europeu (PE) decidiu esta quarta-feira agendar para a sessão plenária da próxima semana, em Estrasburgo, um debate sobre os incêndios florestais em Portugal e Espanha, anunciou o grupo do PCP.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_5 span,#wpdevar_comment_5 iframe{width:100% !important;} […]

Últimas

Espanhóis podem entrar em 25 quilómetros do território português sem autorizações nacionais para combaterem incêndios

[Fonte: O Jornal Económico]

As unidades de combate a incêndios espanholas passam a poder atuar até 25 quilómetros dentro do território português, contados da linha da fronteira – tal como as unidades portuguesas podem fazer o mesmo em Espanha, até 25 quilómetros da fronteira –, […]