Salas do Ministério da Agricultura têm histórias para contar. Mas, aqui, turista não entra

Salas do Ministério da Agricultura têm histórias para contar. Mas, aqui, turista não entra

Uma sala usada por Salazar, um espelho estilhaçado por um tiroteio e um rei assassinado mesmo na esquina. Estas são as histórias do edifício que serve de sede ao Ministério da Agricultura.

Este verão o ECO vai guiá-lo por espaços culturais ou patrimoniais com interesse turístico, mas onde o público em geral não entra normalmente. Uma vez por semana, em julho e agosto, venha espreitar o interior de ministérios, empresas ou outras entidades fora dos roteiros turísticos. Veja a galeria de fotos e um breve guia do local na rubrica Aqui, turista não entra.

À semelhança do Ministério das Finançastambém o Ministério da Agricultura ocupa há mais de um século um dos edifícios que ladeiam a Praça do Comércio, local que foi alvo de reconstrução depois do terramoto de 1755 que arrasou grande parte da cidade de Lisboa.

Sob a direção do Marquês de Pombal, toda a área foi reconstruída de uma forma inovadora, privilegiando o aspeto funcional do traçado urbanístico onde a rede de ruas e edifícios se alinham de uma forma geométrica. Na […]

Continue a ler este artigo no ECO.

Comente este artigo
Anterior Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas
Próximo Os insetos estão a chegar ao nosso prato

Artigos relacionados

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Agrónomo – Odemira

A empresa HAYGROVE PORTUGAL UNIPESSOAL,  localizada na Zambujeira do Mar, procura integrar na equipa AGRÓNOMO para […]

Dossiers

Oferta de emprego – Agrónomo – Odemira

BeeOne, empresa de referência de produção de frutos vermelhos no Concelho de Odemira, procura candidato com o seguinte perfil […]

Nacional

#Jornadas INTERACT reúnem investigadores e empresários


Está quase a chegar a quarta edição das #Jornadas INTERACT. O evento, promovido pelo projeto científico INTERACT (“Integrative Research in Environment, […]