Região de Trás-os-Montes e Alto Douro sem apoios ao investimento na floresta

Região de Trás-os-Montes e Alto Douro sem apoios ao investimento na floresta

As organizações de proprietários florestais e um conjunto de outras entidades do sector florestal da região de Trás-os-Montes e Alto Douro reuniram-se em Murça para apreciarem a situação criada pela decisão do PDR 2020 relativa à operação 8.1.5 – Melhoria da Resiliência e do Valor Ambiental das Florestas.

Desta decisão resulta que:

  • Apenas 6 de 234 candidaturas da região Norte sejam aprovadas;
  • O apoio público aprovado para o investimento na floresta em toda a região Norte seja de apenas 475 mil euros;
  • Nenhuma candidatura seja aprovada na região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Esta situação, independentemente das opções de gestão do programa PDR 2020 que a originam é inaceitável qualquer que seja a abordagem que se considere.

Do ponto de vista florestal é inadmissível que toda a região Norte fique mais uma vez sem apoios ao investimento na melhoria e salvaguarda da sua floresta.

Também politicamente é incompreensível como se permite uma gestão do programa de incentivos ao investimento na floresta produzir resultados tão absurdos pelo desequilíbrio territorial que manifestam.

As organizações de proprietários florestais de Trás-os-Montes e Alto Douro recusam-se a aceitar que tal se possa concretizar e reclamam da tutela política do PDR 2020, ou seja, do Senhor Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, a imediata apreciação da situação e medidas no sentido de a corrigir e, principalmente, permitir que as candidaturas da região Norte, representando intenções de investimento de quase 22 milhões de euros, se venham de facto a concretizar.

As Associações Signatárias

  • AFLODOUNORTE – Associação Florestal do Vale do Douro Norte
  • APPITAD – Associação dos Produtores em Protecção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro
  • ARBOREA – Associação Agro-Florestal e Ambiental da Terra Fria Transmontana
  • Centro de Gestão Agrícola Terra Viva
  • Centro de Gestão da Empresa Agrícola do Marão
  • Centro de Gestão da Empresa Agrícola do Vale do Tua
  • IbericAgroflorest
  • Silvidouro

→Para ler a carta aberta clique aqui←

Comente este artigo
Anterior CATAA dinamiza projeto Transfer2Agro na Feira FRUTOS, nas Caldas da Rainha
Próximo APED aposta na cooperação com fileira da batata

Artigos relacionados

Comunicados

Tetra Pak lança o primeiro ‘marketplace’ para fabricantes da Indústria Alimentar e de Bebidas

Este lançamento, apresentado no World Economic Forum, em Davos, permite conectar os produtores do setor alimentar e de bebidas […]

Comunicados

What does it take for farmers to be ‘Green Deal ready’?

Today’s Green Deal presentation by Commissioner Frans Timmermans highlighted the key role that the European farming […]

Comunicados

ADP Fertilizantes comemora o 50º aniversário da Cooperativa Agrícola do Bebedouro

A ADP Fertilizantes associou-se às comemorações dos 50 anos da Cooperativa Agrícola do Bebedouro, ao ser uma das patrocinadoras da iniciativa que assinalou este evento, […]