Quase 600 plantas extintas em 250 anos. “Más notícias para todas as espécies”

Quase 600 plantas extintas em 250 anos. “Más notícias para todas as espécies”

Nos últimos 250 anos desaparecem da Terra 571 espécies de plantas. O alerta consta de um estudo divulgado pela revista “Nature”, que alerta para o ritmo assustador da extinção de espécies de plantas.

As plantas produtoras de sementes têm desaparecido a um ritmo de quase três espécies por ano, o que é até 500 vezes maior do que o esperado como resultado apenas das forças naturais, segundo o estudo.

Os investigadores do Royal Botanic Gardens, Kew e Stockholm University sublinham que é a primeira vez que é feito um levantamento do género à escala mundial. Ainda assim, estimam que o número possa estar abaixo da realidade já que alguns países não foram estudados minuciosamente.

“A maioria das pessoas consegue nomear um mamífero ou pássaro que tenha entrado em extinção, mas muito poucas conseguem fazê-lo quando falamos de plantas”, sublinha Aleys Humphreys, um dos co-autores do estudo.

O estado norte-americano do Havai lidera a lista mundial com 79 espécies extintas, enquanto a África do Sul soma 37.

“As plantas sustentam toda a vida no planeta, elas fornecem o oxigénio que respiramos e a comida que ingerimos, assim como, são a espinha dorsal dos ecossistemas. Portanto, a extinção de plantas representa más notícias para todas as espécies”, alerta outro investigador. “Milhões de outras espécies dependem das plantas para sobreviverem”, acrescenta Eimear Nic Lughadha.

O desaparecimento das florestas e o uso de grandes áreas de terreno para os negócios da agricultura são apontados como as principais causas da extinção de algumas espécies. Assim como, a desaparecimento de alguns animais, cujo papel é ajudar a espalhar sementes, tem contribuído para a extinção de plantas.

Uma parte positiva deste estudo: 430 espécies consideradas extintas reapareceram. Contudo, os autores sublinham que 90% das plantas redescobertas têm um “alto risco de extinção”.

No mês passado, um relatório da ONU estimou que um milhão de espécies de animais e plantas estavam ameaçadas de extinção.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Iniav e Asfertglobal realizam II Jornadas Técnicas Fruticultura - 19 de junho - Alcobaça
Próximo Extinção de plantas atingiu proporções “assustadoras”, alertam cientistas

Artigos relacionados

Últimas

Entrega de Declaração de Existências de Produtos Vínicos até 10 de Setembro

[Fonte: CAP] A apresentação da Declaração de Existências constitui uma obrigação de todos os detentores de produtos vínicos, […]

Sugeridas

Quase tudo o que vocês comem é produzido pela agricultura intensiva

Aposto que ao ler o título muitos de vocês engoliram em seco, sentiram um arrepio ou algum tipo de mal estar. É um paradoxo do nosso tempo. A […]

Nacional

Jornadas Parlamentares do PS/Açores dedicadas à sustentabilidade ambiental

O Grupo Parlamentar do PS/Açores realiza, entre os dias 18 e 20 de março, as suas próximas jornadas parlamentares dedicadas à […]