Projecto Melhor Eucalipto contou com 175 mil euros de apoio do PDR

Projecto Melhor Eucalipto contou com 175 mil euros de apoio do PDR

17/Setembro/2018: A vertente comunicacional do Projecto Melhor Eucalipto contou com o apoio do PDR 2020 (Operação 2.1.4 Comunicação e Divulgação), tendo a CELPA sido financiada em 175.467,88€, para realização até Setembro de 2018.

O valor financiado pelo PDR foi investido em mais de 40 sessões de informação em todo o País junto de proprietários, técnicos e empresas florestais, tendo envolvido mais de 1200 participantes, mas também em:

A CELPA assumiu ainda o investimento na construção de bases de dados geográficas com informação útil para os produtores florestais, que respondem a dúvidas como “Qual é a associação de produtores florestais da minha zona?”, “A que entidade devo recorrer para conseguir certificar a minha madeira?”, “Onde devo fazer análises ao solo e às folhas?”, simuladores de produtividade e financeiro, publicidade em estações de rádio locais, newsletters, ferramentas informáticas, registo de marca, entre outros, como Áreas de Demonstração* (ver caixa).

Projecto Melhor Eucalipto pretende promover as boas práticas de gestão florestal de eucaliptais junto dos produtores nacionais.

O fim do financiamento via PDR 2020 não significa o fim do Projecto Melhor Eucalipto. Neste momento, a indústria está a avançar com vertentes mais operacionais, também integradas no Projecto Melhor Eucalipto e não que não são objecto de qualquer apoio público, sendo integralmente suportadas pelas associadas da CELPA.

*O que são as Áreas de Demonstração?

Dois terrenos, lado a lado, com as mesmas condições de solo e exposição. De um lado, a gestão é feita pelo seu proprietário de forma convencional. Do outro lado, seguindo as boas práticas florestais do Projecto Melhor Eucalipto. O objectivo é comparar o resultado da aplicação das boas práticas recomendadas pela indústria versus outras formas de gestão ‘convencionais’ e/ou de não gestão no que concerne à preparação do terreno, escolha da planta, adubação (instalação e cobertura), controlo de vegetação e selecção de varas. No final, analisar-se-ão as diferenças de crescimento e de custos.

O artigo foi publicado originalmente em Melhor Eucalipto.

Comente este artigo
Anterior Spain's fourth-largest industrial sector meets at MEAT ATTRACTION 2018
Próximo Oferta de emprego - Técnico Comercial - Zona de Estremoz

Artigos relacionados

Comunicados

Grupo SIMAB quer conhecer melhor os seus clientes e os clientes dos seus clientes

A SIMAB – Sociedade Instaladora dos Mercados Abastecedores quer conhecer mais profundamente a realidade dos mercados abastecedores em Portugal, razão porque está a promover um estudo de opinião a partir das quatro plataformas sob sua gestão: Lisboa, […]

Dossiers

Traça da Uva – Confusão Sexual – Vinha

Nas vinhas onde se quiser organizar o combate à traça por meio da confusão sexual, devem colocar-se agora, o mais breve possível, os […]

Últimas

Lançamento do filme da Agromillora: 25.º Aniversário do Olival em Sebe

A Agromillora reuniu testemunhos de agricultores, empresários, investigadores, professores e, finalmente, homens e mulheres corajosos, […]