Produtores de pintos já podem exportar para o Senegal

Produtores de pintos já podem exportar para o Senegal

Os produtores nacionais de pintos do dia (com um dia de vida) já podem exportar para o Senegal, depois de o Governo ter concluído os procedimentos para a abertura deste mercado. Numa nota enviada às redações, o Ministério da Agricultura explica que este é um mercado com um potencial de 16 milhões de consumidores.

Para o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, “este passo é resultado do forte investimento na abertura de mercados e na internacionalização por parte deste Governo”. A internacionalização “é uma das prioridades” da política deste Executivo, que já abriu 53 mercados, para 201 produtos (155 da área animal e 46 de origem vegetal).

“Para a exportação, previamente ao início da exportação para países terceiros, é geralmente necessário estabelecer com as autoridades competentes dos países de destino as condições e requisitos fitossanitários ou sanitários que têm que ser cumpridas, quer pelos operadores económicos, quer pela autoridade competente nacional, na certificação dos produtos a serem exportados. As empresas interessadas deverão contactar as Direções de Serviços de Alimentação e Veterinária da sua Região (DSAVR), ou os serviços competentes das Regiões Autónomas (RA), por forma a conhecerem os requisitos necessários para darem início à exportação”, diz ainda o gabinete do ministro sobre a exportação de pintos do dia para o Senegal.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior PDR 2020 tem 600 mil euros para promover cooperação entre organizações interprofissionais
Próximo AgroIN: Agricultores debatem inovação, tecnologia e novos hábitos de consumo que estão a moldar o mercado alimentar - 10 de abril - Lisboa

Artigos relacionados

Últimas

Medidas de Prevenção para a Peste Suína Africana

A DGAV alerta para a necessidade de serem implementadas Medidas de Prevenção para a Peste Suína Africana em cumprimento das determinações legislativas comunitárias. […]

Notícias mercados

Preço do leite não deve mexer em 2021, mas salário mínimo pode trazer subidas

Não se preveem alterações substanciais no preço do leite no início do próximo ano, mas o aumento do salário mínimo e das cotações das matérias-primas para alimentação animal podem fazer pressão. […]

Últimas

Precipitação semanal e acumulada no ano hidrológico 2020/2021 – 25 de janeiro de 2021

Precipitação semanal e acumulada no ano hidrológico com origem em 3 redes de Estações Meteorológicas, do COTR, ARBVS e Agrotejo, para divulgação no Agroportal. […]